Facebook News, nova aposta de Zuckerberg, começa fase de testes

Drew Angerer/Getty Images
Drew Angerer/Getty Images

Mark Zuckerberg (na direita) conversou com a imprensa no dia do lançamento do Facebook News

Recurso:

  • O Facebook começou hoje o estágio inicial de seu novo serviço de notícias, o Facebook News;
  • Mais de 200 mil usuários participarão desta fase de testes;
  • Com seu novo recurso, o Facebook se coloca no novo mercado de colaborações entre empresas de tecnologia e a mídia;

Começou hoje a fase de testes do novo recurso do Facebook, chamado Facebook News. Com ele, os usuários poderão acessar pela rede social o conteúdo de canais de notícias selecionados nesta parceria. No momento, o Facebook News oferecerá jornais, revistas e sites, como “The New York Times”, “The Washington Post” e “Buzzfeed”.

LEIA MAIS: Zuckerberg reafirma ao Congresso dos EUA planos do Facebook para libra

Mais de 200 mil usuários, inicialmente nos Estados Unidos, terão acesso ao novo recurso, já que ele ainda está em seu estágio inicial, mas o Facebook tem planos de expandir o serviço em alguns meses.

Os artigos que aparecerão no feed de cada usuário serão curados por um time de jornalistas controlando um algoritmo que se baseia nos interesses do leitor. A companhia viu nessa característica uma chance de se manter imparcial. Mesmo assim, algumas das organizações receberão para oferecer ao Facebook News conteúdo exclusivo. De acordo com o “The Washington Post”, dependendo do tamanho do canal de mídia e da sua contribuição com o serviço, esse pagamento pode variar de centenas de milhares a milhões de dólares.

A nova criação do Facebook vem em resposta a acusações de que a rede social estaria servindo de plataforma para que as chamadas “fake news” se espalhem. Além disso, o Facebook News pode melhorar a relação da empresa com alguns canais de notícias que reclamaram do lucro que o Facebook fazia ao colocar anúncios do lado de seus conteúdos.

O Facebook News entra na competição e na nova onda de parcerias entre a mídia e empresas de tecnologia. A Apple, por exemplo, lançou em março o Apple News +, que oferece um serviço parecido: um único local onde o leitor pode ter acesso a diversos jornais, revistas etc. No entanto, o Apple News + funciona a base de inscrições pagas, ao contrário do Facebook News, que por hora, será gratuito para todos os usuários do Facebook.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).