Renova Energia é autuada em mais de R$ 89 mi pela Receita

Punição vem após "Operação Descarte", que envolve infrações no imposto de renda, .

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Autuação envolve irregularidades principalmente no imposto de renda

Acessibilidade


A elétrica Renova Energia, que tem a estatal mineira Cemig como um dos controladores, foi autuada em mais de R$ 89 milhões pela Receita Federal com base em apurações da chamada “Operação Descarte”, informou hoje (30) a companhia em comunicado.

VEJA TAMBÉM: Em recuperação judicial, Renova Energia anuncia novo CEO

A punição vem após a empresa de geração renovável ter sido alvo neste ano de duas ações da Receita Federal em conjunto com a Polícia Federal, as chamadas operações “E o Vento Levou”, que segundo as autoridades são desdobramento das investigações da “Operação Descarte”.

A autuação envolve R$ 8 milhões a título de Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), R$ 2,89 milhões a título de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e R$ 78,38 milhões a título de Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), incluindo, em todos os casos, multas e juros.

“A companhia irá avaliar detalhadamente a fundamentação de referido auto de infração em conjunto com seus assessores legais e, conforme tal análise, apresentará impugnação ao referido auto de infração no prazo regulamentar”, afirmou a empresa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ainda de acordo com a Renova, a Receita questiona a apuração dos cálculos dos impostos que seriam devidos pela companhia em virtude da não comprovação de despesas, custos e despesas operacionais.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: