20 mais ricos do mundo perdem mais de US$ 78 bilhões com surto de coronavírus em um único dia

ReproduçãoForbes
Jeff Bezos, a pessoa mais rica do mundo, viu seu patrimônio líquido cair em US$ 8 bilhões, perdendo mais de 7% do total

Assim como o Dow Jones sofreu seu pior declínio desde 1987 e os temores de coronavírus fizeram os mercados derreterem pelo mundo, as 20 pessoas mais ricas do mundo perderam, juntas, pouco mais de US$ 78 bilhões só ontem (12).

Jeff Bezos, a pessoa mais rica do mundo, viu seu patrimônio líquido cair em US$ 8 bilhões, perdendo mais de 7% do total, uma vez que as ações da Amazon perderam quase 8%. Na sequência vem Bernard Arnault, presidente e CEO do conglomerado francês de luxo LVMH, cujo patrimônio líquido caiu US$ 7,7 bilhões. Arnault, a terceira pessoa mais rica do mundo, terminou o dia com US$ 82,5 bilhões, depois que as ações da LVMH se desvalorizaram 9%. O segmento de varejo de luxo foi atingido em cheio pelo efeito do coronavírus, com queda na demanda por produtos do tipo na China e na Europa.

LEIA TAMBÉM: Tudo sobre o coronavírus

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, perdeu US$ 5,7 bilhões – 9% de seu patrimônio líquido – pois as ações do Facebook caíram na  mesma proporção. A fortuna do fundador da Oracle, Larry Ellison, também caiu: ele tem, agora, US$ 5,6 bilhões a menos com a queda de 11% das ações da empresa.

As perdas bilionárias ocorreram quando S&P 500, Nasdaq e Dow Jones fecharam em queda de mais de 9% devido aos temores do mercado sobre a crescente pandemia de coronavírus e seus efeitos na economia dos EUA. O anúncio do presidente Donald Trump na quarta-feira à noite (11), citando a proibição de voos da maior parte da Europa, foi seguido na quinta-feira por uma série de cancelamentos, já que a NCAA e as principais ligas esportivas suspenderam suas temporadas e Nova York declarou estado de emergência.

Desde que o sell off do mercado começou na segunda-feira (9), Jeff Bezos viu seu patrimônio líquido encolher mais de US$ 9 bilhões, chegando a US$ 104,4 bilhões no fechamento do mercado de quinta-feira. Isso está além de sua perda de US$ 14,1 bilhões na semana passada. Enquanto Arnault, da LVMH, sofreu menos perdas na semana passada – US$ 7,4 bilhões -, sua fortuna foi alvo de uma queda de US$ 10,1 bilhões desde segunda-feira, com as ações da LVMH em constante baixa. Não é errado dizer que a compra de artigos de luxo não está entre as prioridades das pessoas nesta semana.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).