Instituições multilaterais lideram financiamento de US$ 1,1 bi para nova fábrica de celulose em MG

Valor será destinado à LD Celulose, uma joint venture entre a Lenzing e a Duratex

Redação
Compartilhe esta publicação:
ReutersMichael-Buholzer
ReutersMichael-Buholzer

A nova propriedade será construída no Estado de Minas Gerais, informou o IFC hoje

Acessibilidade


O IFC, braço de financiamento privado do Banco Mundial, e o BID Invest, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), estão liderando a concessão de crédito de US$ 1,1 bilhão para financiar uma nova fábrica de celulose que será construída no Estado de Minas Gerais, informou o IFC hoje (2).

O financiamento será destinado à LD Celulose, uma joint venture entre a Lenzing e a Duratex para construir uma das maiores fábricas de celulose solúvel de madeira do mundo, em Minas Gerais.

LEIA MAIS: Softbank lidera investimento de R$ 120 mi em brasileira Cortex

Bancos comerciais e a agência de exportação finlandesa Finnvera também fazem parte do consórcio de financiamento. A joint venture construirá entre 2020 e 2022 uma fábrica de celulose solúvel e uma planta de cogeração com capacidade de 144 megawatts. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo: .

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: