PagSeguro faz acordo para comprar Wirecard Brasil

Naruecha Jenthaisong/Getty Images
Naruecha Jenthaisong/Getty Images

A PagSeguro afirmou em comunicado ao mercado que a Wirecard Brasil tem mais de 200 mil clientes

A PagSeguro anunciou hoje (21) a compra das operações no Brasil do grupo alemão de meios de pagamento Wirecard, que entrou em colapso neste ano após um escândalo de fraude contábil.

O valor do negócio não foi revelado. A PagSeguro, controlada pelo grupo de internet UOL, afirmou em comunicado ao mercado que a Wirecard Brasil tem mais de 200 mil clientes e que a transação é complementar a seus principais negócios.

LEIA MAIS: PagSeguro tem alta de 29% no lucro do 4º tri

A companhia afirmou ainda que a operação vai permitir a oferta de contas digitais 100% omnichannel. Segundo a empresa, os produtos da Wirecard Brasil estão integrados em mais de 40 sistemas de lojas online.

O negócio surge com a disparada do mercado de comércio eletrônico no Brasil causada pelas medidas de isolamento social e pode reforçar operações da PagSeguro, conhecida pelas maquininhas amarelas de pagamento em lojas físicas.

A PagSeguro deve divulgar resultados do segundo trimestre, em que muitas empresas de varejo físico reportaram dificuldades, na próxima semana. No primeiro trimestre, a empresa teve lucro de R$ 357 milhões, crescimento de 15% sobre um ano antes. No período a empresa teve alta da base de clientes da ordem de 25%, para 5,5 milhões.

O negócio da PagSeguro com a Wirecard também foi anunciado após a rival Stone fazer acordo para comprar a produtora de software para o varejo Linx, oferta que recebeu contra-proposta da Totvs. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).