Empresária cria produtos que evitam desperdício na indústria de cosméticos

Shampoos, condicionadores e cremes da Ethique são em barra, formato que diminui o uso de água na fabricação e que não requer plástico nas embalagens.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Reprodução

Reprodução

Acessibilidade


As embalagens plásticas usadas para armazenar shampoo, condicionador e praticamente todos os produtos de beleza que usamos guardam 90% de água. Isso porque esses materiais são extremamente diluídos, para que façam volume dentro dos recipientes. Há três anos, esse fato chamou a atenção de Brianne West, uma empresária de 26 anos que resolveu transformar essa indústria com a linha de produtos de higiene Ethique.

VEJA MAIS: As bilionárias mais poderosas de 2016

“O meu objetivo principal é salvar o mundo do desperdício de plástico”, declarou. A Ethique remove a água dos produtos, criando barras compactas e concentradas que duram bem mais tempo do que as tradicionais. Cremes para o corpo, sabonetes e produtos para o cabelo são todos colocados em pequenos espaços, com nenhum uso de plástico. A companhia embala as loções em papel reciclável e diz já ter deixado de usar o equivalente a 60.000 garrafas de plástico. O objetivo é que um milhão de garrafas sejam evitadas até 2020.

Reprodução

Reprodução

Baseada em Christchurch, na Nova Zelândia, a Ethique é, por enquanto, a única companhia no mundo a desenvolver produtos de higiene em barras, no lugar de líquidos. É a própria West quem desenvolve os produtos, junto de um time de seis outros cientistas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: