5 dicas para enfrentar a tristeza do domingo à noite

GettyImages/FatCamera
Dicas simples podem te ajudar a parar de sofrer nas tardes e noites de domingo antes de volta ao trabalho

Resumo:

  • Estudos da OMS revelaram a importância de discutir formas de diminuir o estresse, considerado o maior problema de saúde da atualidade;
  • Um documento publicado pelo governo norte-americano mostra que 40% dos trabalhadores consideram seus empregos estressantes;
  • Técnicas de meditação são indicadas para aliviar a ansiedade causada pela iminência da volta ao trabalho na segunda-feira;
  • Outra possibilidade para acabar com o problema é analisar se está na hora de mudar de emprego ou até de profissão.

Em teoria, o período entre a noite de sexta-feira e a manhã de segunda-feira deveria ser repleto de momentos prazerosos. Apesar disso, é comum que as noites de domingo, que deveriam ser aproveitadas com a família, amigos ou pets, sejam momentos de pensamentos como: “Que reuniões eu tenho amanhã?” ou “A que horas devo acordar para chegar a tempo do meu primeiro compromisso de segunda-feira?”.

LEIA MAIS: 6 regras de ouro para otimizar o marketing pessoal no mundo digital

Parece familiar? Pois você não está sozinho.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o estresse foi classificado como a epidemia do século 21. Estudos mostram que o trabalho é, de longe, o maior produtor de estresse para adultos norte-americanos e os números têm aumentado de maneira progressiva nas últimas décadas. Um relatório do Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional revelou que 40% dos trabalhadores declaram que seus empregos são muito ou extremamente estressantes e 25% deles enxergam o trabalho como o principal fator de estresse de suas vidas. Por isso, não é surpresa o fenômeno batizado de “tristeza do domingo”: a ansiedade sentida na iminência do começo da semana de trabalho. Não é uma criação da sua cabeça – é algo real. De acordo com um levantamento feito pelo site “Monster”, 76% dos norte-americanos alegam sentir muita tristeza nas noites de domingo.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 5 dicas para ajudar a combater a ansiedade e fazer com que você possa realmente aproveitar o merecido tempo de lazer:

  • Programe uma atividade divertida

    Ficar largado no sofá de casa aumenta a probabilidade de que os pensamentos ruins se instalem. Tente planejar uma distração ou atividade divertida para manter o foco em coisas positivas. Direcione esse tempo para seu passatempo favorito, vá ao cinema, tome sol ou beba uns drinques com amigos. Planeje uma fuga aos fins de semana. E comece a prestar atenção nos momentos em que o sentimento de ansiedade começa, assim você pode marcar as atividades prazerosas para essas horas.

  • Desconecte-se do e-mail

    Você não precisa estar a todo momento na internet, como seu chefe. A partir do momento que você começar a responder mensagens nas noites de domingo, essas será uma atitude esperada de você para sempre. Em vez disso, crie a rotina de sempre checar seu e-mail durante a semana e reservar os fins de semana para atividades pessoais. Estabeleça alguns limites e se mantenha fiel a eles. Se tiver tempo para se recarregar aos sábados e domingos, suas manhãs de segunda-feira serão bem mais produtivas.

  • Planeje a próxima semana

    Como é possível se desconectar dos e-mails? Tente planejar sua semana com antecedência. Reserve a manhã de sexta-feira para estabelecer objetivos e prazos para a semana que está por vir. Limpe sua caixa de entrada para começar do zero na segunda-feira – você pode até escrever e-mails e programar o envio deles em uma data futura. Ao organizar seus pensamentos e se preparar para reuniões futuras, você garante um fim de semana melhor.

  • Use técnicas de mindfulness

    Manter o foco nos ajuda a viver o presente – e não o futuro. Aprenda alguns exemplos de exercícios de meditação simples do site “Mayo Clinic”.

    Eles podem auxiliar sua preparação para uma boa semana de trabalho:

    Faça uma meditação de “escaneamento” do corpo: deite com as costas no chão, com as pernas esticadas, braços ao lado do corpo e a palma da mão para cima. Foque sua atenção lentamente em cada parte do corpo, de cima para baixo ou ao contrário. Fique atento a qualquer sensação, emoção ou pensamento associado com cada uma delas.

    Pratique uma meditação sentado: sente-se confortavelmente com as costas retas, pés no chão e mãos no colo. Comece a respirar pelo nariz e se concentre no ar entrando e saindo do seu corpo. Se sensações físicas ou pensamentos interromperem você, anote-os e retorne a atenção ao exercício.

    Experimente a meditação na caminhada: encontre um lugar quieto (de preferência na natureza) e comece a andar devagar. Se concentre na experiência de andar, preste atenção na sensação de ficar de pé e os movimentos sutis que mantêm o seu equilíbrio. Sinta o chão e foque no momento presente.

  • Considere mudar de carreira ou outras oportunidades de trabalho

    Casos extremos de tristeza nas noites de domingo podem indicar que está na hora de pensar em mudanças de emprego ou até de carreira. Comece a pensar nos motivos para tal pavor. Você se sente preso no trabalho? Está sobrecarregado? O seu chefe é um pesadelo? Você está sofrendo bullying por algum companheiro? Faça uma lista de coisas que podem estar causando a sua tristeza ou depressão. Quando você chegar na raiz do problema, poderá fazer algo a respeito. É possível que seja o momento de começar um negócio próprio para experimentar a liberdade, flexibilidade e satisfação de ser seu próprio chefe.

Programe uma atividade divertida

Ficar largado no sofá de casa aumenta a probabilidade de que os pensamentos ruins se instalem. Tente planejar uma distração ou atividade divertida para manter o foco em coisas positivas. Direcione esse tempo para seu passatempo favorito, vá ao cinema, tome sol ou beba uns drinques com amigos. Planeje uma fuga aos fins de semana. E comece a prestar atenção nos momentos em que o sentimento de ansiedade começa, assim você pode marcar as atividades prazerosas para essas horas.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).