Governo russo lança guia para prevenir “mortes em selfies”

Documento foi criado após ocorrências fatais com pessoas que tentaram tirar fotos de si mesmas.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Reprodução

Reprodução

Acessibilidade


O governo russo publicou um guia que adverte os cidadãos sobre situações em que o simples ato de fazer uma “selfie” pode representar alto risco. Trata-se de uma série de gráficos com figuras de pessoas tentando tirar fotos em circunstâncias inusitadas: segurando armas, ao lado de leões, próximas a trilhos de trens, em telhados e no topo de torres elétricas. Algumas situações são baseadas em ocorrências já registradas no país.

LEIA MAIS: Atualização do Snapchat repagina todo o aplicativo

“Sua saúde e sua vida valem mais do que um milhão de likes nas redes sociais”, diz o Ministério de Assuntos Internos russo no documento “Safe Selfie”, publicado no site oficial da pasta. O tratado foi criado devido a uma “grande quantidade de casos de acidentes e até mesmo mortes de pessoas ao tentar fazer selfies”.

Em abril, uma adolescente morreu em São Petesburgo quando caiu nos trilhos do trem ao tentar fazer um registro de si mesma. No mês seguinte, uma mulher atirou acidentalmente em sua própria cabeça numa situação semelhante. Mais um acidente fatal ocorreu com outra mulher, que caiu de uma ponte enquanto se fotografava, no último sábado (4). “Todos esses acidentes poderiam ter sido evitados”, afirma o documento.

LEIA MAIS: Empresa norte-americana lançará 37 emojis

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Quando uma pessoa tenta tirar uma foto de si mesma, ela se distrai, perde o equilíbrio. Ela não olha ao redor e não sente o perigo”, continua o guia. “Ao tirar uma selfie é preciso ter certeza de que você está em segurança e sua vida não está correndo perigo.”

Compartilhe esta publicação: