Saiba tudo sobre o HarmonyOS, da Huawei

Getty Images
Empresa chinesa divulga oficialmente mais detalhes do sistema operacional

Resumo:

  • Na lista negra dos Estados Unidos, a chinesa Huawei precisou achar uma alternativa ao Android, do Google;
  • O sistema operacional HarmonyOS será lançado em dispositivos conectados e em sistemas de carros, mas ainda não tem data certa para smartphones;
  • O software de código aberto promete melhorar a integração entre dispositivos e também a segurança.

Desde o dia 9 de agosto, sabemos sobre o sistema operacional próprio da Huawei, que anunciou a novidade durante sua Conferência de Desenvolvedores, na China. Agora, porém, a chinesa explicou um pouco melhor as funcionalidades do software.

LEIA MAIS: EUA estendem licença para Huawei atuar no país

O lançamento veio na esteira da guerra comercial entre Estados Unidos e China. A Huawei entrou na lista negra dos EUA, em maio, o que impedia o uso do Android, do Google, nos smartphones chineses.

Richard Yu, CEO da Huawei Consumer Business Group, disse que a fabricante precisava de um “sistema operacional compatível com todos cenários, que pudesse ser usado em uma ampla variedade de dispositivos e plataformas, e que possa atender à demanda do consumidor por baixa latência e alta segurança”.

O HarmonyOS chegará primeiro a relógios inteligentes e sistemas integrados nos veículos.

Veja, a seguir, os novos recursos técnicos do sistema da Huawei:

Integração

O sistema oferece uma plataforma de comunicação compartilhada, gerenciamento de dados e agendamento de tarefas. Com o sistema operacional, os desenvolvedores de aplicativos tem a possibilidade de criar softwares que funcionem em diferentes dispositivos.

Estabilidade

O HarmonyOS conta com um Mecanismo de Latência Determinística e Comunicação Entre Processos (IPC, sigla em inglês), que define prioridades de execução de aplicativos para reduzir o tempo de resposta em 25,7%.

Segurança

A tecnologia do Harmony foi desenvolvida para analisar matematicamente todos os dados recebidos pelos dispositivos, de modo que ele teste todas as formas de entrada de informação nos aparelhos conectados.

Unificação

Como o sistema operacional suporta diversos dispositivos, ele consegue se adaptar às diferentes formas de interação, do touch aos comandos de voz. A funcionalidade HUAWEI ARK Compiler facilita a criação de aplicativos e seu uso em diversas plataformas, já que os desenvolvedores conseguem colocar todos os códigos na plataforma e ela os adapta.

Durante a conferência em que o HarmonyOS foi anunciado, também foi informado que, nos próximos três anos, o sistema terá atualizações para chegar também aos wearables e aos sistemas de áudio de carros. Para incentivar uma adoção maior do público, a Huawei informou que o sistema será em código aberto, o que permite maior exploração e colaboração dos usuários para melhorar futuras experiências de usuários.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).