Flapper quer aumentar demanda por voos de jatinho com crowdsourcing

Divulgação
A empresa de aviação executiva de Paul Malicki vai permitir que usuários criem seus próprios voos

A Flapper, empresa de aviação executiva sob demanda, prepara o lançamento de um novo modelo de crowdsourcing para democratizar o acesso a voos de jatinho.

A startup, que até agora focou em um modelo tradicional de voos fretados e venda de assentos individuais, vai introduzir o conceito “pool” à sua oferta no início de 2020.

Preços de voos poderão ser diluídos em mais de 30% pelo novo modelo, que permitirá que usuários iniciem suas próprias rotas e comprem trajetos em grupo. Uma viagem de ida entre o Rio de Janeiro e São Paulo pela plataforma atualmente custa em torno de R$ 950 por pessoa.

Segundo o CEO da empresa, Paul Malicki, a nova oferta demandou três anos de coleta de dados do mercado, incluindo o registro de 220 aeronaves. “Gerar a massa crítica necessária para lançar este modelo envolveu um trabalho colossal”, afirma.

“Como operadores calculam tarifas de forma diferente, tivemos de criar um algoritmo que leva em consideração mais de 30 variáveis, como preço por quilômetro e por hora e taxas”, explica.

“Com os dados e a tecnologia na nossa API, conseguimos estimar preços de viagens com 95%-98% de precisão”, diz o fundador. A habilidade de acessar valores em tempo real também significa um risco mais mensurável para iniciar voos.

Cerca de 140 mil clientes fizeram o download do aplicativo da Flapper. Destes, 20 mil pagam por voos que a própria empresa atualmente disponibiliza e vende.

Para o próximo ano, Malicki espera que a desintermediação gere um aumento significativo da base transacional da empresa, bem como um faturamento equivalente à sua linha de negócio tradicional.

Neste mês, o novo modelo de crowdsourcing da Flapper venceu a competição [email protected], organizada no evento anual da Associação Nacional de Aviação Executiva (NBAA) nos Estados Unidos. O júri incluiu o Jet Blue Technology Ventures, o fundo de corporate venture da companhia aérea norte-americana.

Uma assinatura mensal também está entre os planos da startup para o ano que vem, bem como uma expansão internacional, começando pela Argentina.

***

Um evento que abordará a ciência de dados na comunicação será realizado em 7 de novembro no Inovabra Habitat. Organizado pela Vianews em parceria com a Hotwire, Associação Brasileira de Comunicação Empresarial e a Associação Brasileira das Agências de Comunicação, a discussão terá como palestrantes Pedro Cadina, CEO da Vianews; Silvia Bassi, jornalista e publisher da The Shift, plataforma de conteúdo da ÍON 89; Laura MacDonald, vice-presidente executiva para o mercado consumidor na América do Norte na Hotwire Global; Claudio Cardoso, pós-doutor pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, Alexandre Galliotti, Head of Growth na DP6 e Kleber Wedeman, Diretor de Marketing América Latina e Caribe no SAS.

***

A Amazon anunciou hoje a ampliação de suas categorias com o lançamento de 19 novas lojas, com produtos vendidos pela própria Big Tech e vendedores parceiros. O site agora oferece 20 milhões de produtos, distribuídos em 25 categorias. Novas lojas incluem produtos de Pet Shop, Produtos para Carro e Moto, Bebidas e Café.

***

O Grupo Santa Joana, um dos maiores grupos de maternidades do país, começou um projeto de transformação digital, que recebeu o nome de Conecta. A iniciativa contempla uma reformulação geral dos sistemas de informação da empresa, integrando as unidades do grupo Maternidade Santa Joana, a Maternidade Pro Matre Paulista e o Hospital e Maternidade Santa Maria.

***

Angelica Mari é jornalista especializada em inovação há 18 anos, com uma década de experiência em redações no Reino Unido e Estados Unidos. Colabora em inglês e português para publicações incluindo a FORBES (Estados Unidos e Brasil), BBC, The Guardian e outros.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).