Coligação liderada pela OMS diz que são necessários US$ 31,3 bi para o combate ao coronavírus

Daniel Becerril/Reuters
Daniel Becerril/Reuters

A iniciativa visa desenvolver e entregar 500 milhões de testes da Covid-19 em países de baixa e média renda até meados de 2021

Uma coalizão liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que luta contra a pandemia da Covid-19, está solicitando a doadores governamentais e do setor privado a ajudarem a arrecadar US$ 31,3 bilhões nos próximos 12 meses para desenvolver e entregar testes, tratamentos e vacinas para a doença.

Renovando seu pedido ontem (26) de colaboração global contra a pandemia, a coalizão disse que, até o momento, US$ 3,4 bilhões foram doados, restando uma lacuna de financiamento de US$ 27,9 bilhões. Desse total, US$ 13,7 bilhões são “urgentemente necessários”.

LEIA MAIS: Candidata a vacina da AstraZeneca é a mais avançada contra Covid-19, diz OMS

A OMS está trabalhando com uma grande coalizão de organizações de desenvolvimento de medicamentos, financiamento e distribuição.

Entre seus objetivos, a iniciativa visa desenvolver e entregar 500 milhões de testes da Covid-19 em países de baixa e média renda até meados de 2021, informou em comunicado.

A OMS também espera que 2 bilhões de doses de vacinas, incluindo 1 bilhão a serem compradas por países de baixa e média renda, estejam disponíveis até o fim de 2021.

A coalizão foi lançada em abril para acelerar o trabalho de pesquisa e desenvolvimento de instrumentos médicos para combater a Covid-19. Ontem, a OMS afirmou que a pandemia ainda ameaça milhões de vidas e dezenas de economias, e que são necessários, de forma urgente, trabalho e recursos. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).