Alerta para os sinais do câncer de pâncreas

Fernando Maluf
Compartilhe esta publicação:

FS Productions/Getty Images

Acessibilidade


Muitos pacientes me questionam se é possível identificar sinais do câncer de pâncreas. Existem alguns indícios deste tumor grave e agressivo, em grande parte dos casos, em que o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento.

Os sintomas mais importantes são dor abdominal – uma dor em faixa, que vai do abdome até as costas. Existe ainda indigestão, perda de peso e apetite. Há, às vezes, sintomas depressivos que precedem o diagnóstico e também a alteração da glicemia que pode acontecer. Ou seja, alguém que nunca teve diabetes aparece com a doença de início recente.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Quando o tumor evolui, ele pode comprometer a drenagem da bile e o paciente pode passar a ter um quadro de icterícia, quando os olhos e pele ganham uma coloração amarela. A doença pode progredir para outros órgãos, como o peritônio, com dores abdominais difusas, alteração do hábito intestinais, náuseas e vômitos.

Esse é um câncer, infelizmente, agressivo, que tem tratamento. Mas, apesar de novidades recentes e promissoras, ainda precisamos de mais avanços e terapia mais sofisticadas para conseguirmos curar mais pessoas e estendermos a vida com qualidade de outras tantas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Leia também: Saúde da pele – danos solares podem ser revertidos? 

E, importante ressaltar, o tumor de pâncreas, diferentemente do que acontece para o câncer de próstata, mama e intestino, não tem exames de rastreamento. Portanto o diagnóstico é feito, na maioria dos casos, tardiamente.

Por isso, é fundamental ficar alerta aos sinais do corpo e manter-se distante dos fatores de risco, como o tabagismo, a obesidade, o sedentarismo, o abuso do álcool e de dietas ricas em enlatados, embutidos, condimentados e pobre em verduras e fibras.

Fernando Maluf é cofundador do Instituto Vencer o Câncer e professor livre-docente da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: