Facebook lança recurso para transmissão de videoconferência ao vivo

Reuters
Reuters

Facebook anunciou que está lançando um recurso que permitirá aos usuários transmitir ao vivo uma videoconferência

O Facebook anunciou hoje (23) que está lançando um recurso que permitirá aos usuários transmitir ao vivo uma videoconferência com até 50 pessoas.

Os usuários podem convidar pessoas para participar de “Messenger Rooms”, incluindo aquelas que não têm uma conta no Facebook, para videochamadas em grupo e, em seguida, transmitir a sala ao vivo em qualquer perfil, página ou grupo na plataforma, informou a empresa.

Forbes Pitch: 316 pequenas e médias empresas ganham visibilidade com iniciativa da Forbes durante a crise

A medida complementa os esforços do Facebook para conquistar uma parte do boom impulsionado pelos efeitos da pandemia na demanda por serviços de videoconferência, que transformou o Zoom em um nome familiar.

Outras empresas de tecnologia implementaram recursos semelhantes para atrair usuários, com o Google, permitindo aos usuários realizarem videoconferências gratuitas no Meet.

O Facebook disse que lançaria o recurso em alguns países em sua plataforma e na web do Messenger a partir de hoje e em breve se expandirá para todos os países onde o Messenger Rooms estiver disponível.

As transmissões ao vivo das páginas do Facebook dobraram em junho, na comparação com o ano anterior, devido a um salto nas transmissões ao vivo desde março, quando vários países começaram a impor lockdowns e medidas de isolamento social em resposta à pandemia da Covid-19. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).