Ibovespa sobe 2% com aposta em mais estímulos nos EUA e antes de balanços

ReutersConnect/Leah Millis
ReutersConnect/Leah Millis

A semana deve contar com divulgação de balanços contábeis e mais estímulos para a economia norte-americana

O Ibovespa fechou em alta de 2% hoje (27), retomando o patamar de 104 mil pontos, com papéis de bancos e ações de mineração e siderurgia entre os destaques, começando no azul uma semana com agenda carregada de balanços e expectativas de mais estímulos para a economia norte-americana.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 2,05%, a 104.477,08 pontos. O volume financeiro da sessão somou R$ 28,45 bilhões. “Investidores operam na ponta compradora com a expectativa de um novo pacote de estímulos econômicos contra o coronavírus discutido no Congresso dos Estados Unidos”, destacou o analista Régis Chinchila, da Terra Investimentos.

LEIA MAIS: Especialistas veem contração menor da economia este ano pela 4ª semana seguida

Nos EUA, senadores republicanos corriam para concluir os detalhes de um pacote de um trilhão de dólares elaborado com a Casa Branca e esperado para ser divulgado no final desta segunda, com o prazo de muitos benefícios em decorrência à pandemia previsto para expirar nesta semana.

Chinchila também destacou apostas de que o Federal Reserve reforçará uma postura mais “dovish” (favorável a uma política monetária estimulativa) na reunião desta semana, que terá seu desfecho conhecido na quarta-feira.

Leia mais: Forbes promove primeiro webinar sobre Saúde Mental nas empresas. Participe

Em Wall Street, o S&P 500 fechou em alta de 0,74%, tendo no radar balanços de empresas como Apple, Amazon.com, Facebook e Alphabet nos próximos dias, com o aumento de casos do Covid-19 nos EUA e a tensão EUA-China ficando momentaneamente em segundo plano.

LEIA TAMBÉM: Rumo avalia aumento de capital de até R$7 bi, diz documento

No Brasil, a temporada de resultados do segundo trimestre de empresas do Ibovespa começou bem com Weg e Hypera, e nesta semana segue com nomes como Vale, Petrobras, Bradesco e Ambev.

Estrategistas e analistas, contudo não descartam surpresas positivas, uma vez que as projeções estão bastante pessimistas. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).