Futuros dos EUA e bolsas na Europa trabalham em campo misto na manhã de hoje (22)

Krisanapong Detraphiphat/Getty Images
Krisanapong Detraphiphat/Getty Images

Mercados globais tentam recuperar perdas do último pregão

Os contratos futuros dos principais índices acionários dos EUA operam em campo misto no início desta terça-feira, 22, após registrarem perdas profundas no último pregão diante da possibilidade de novos lockdowns na Europa e das incertezas quanto ao futuro da economia norte-americana.

Às 7h28, horário de Brasília, os contratos futuros vinculados ao S&P 500 registravam leve alta, com valorização de 0,01%, enquanto os futuros do Nasdaq ganhavam 0,41%. Já os futuros do DJIA tinham queda de 0,21%. As perdas observadas ontem levaram o S&P 500 ao quarto dia consecutivo de quedas, a mais longa sequência negativa para o índice desde o final de fevereiro.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Nos EUA, os investidores observam com cautela o desempenho da economia. Entre as principais preocupações do mercado está a chance cada vez menor de aprovação no Congresso de um novo pacote de alívio econômico para as famílias antes das eleições de novembro. A confiança na recuperação da economia mundial também segue abalada frente ao aumento no número de casos de coronavírus na Europa.

Os mercados da Ásia seguiram a tendência negativa e fecharam a terça-feira em queda, com o
Shanghai Composite Index retraindo 1,3%, o Hang Seng Index perdendo 0,98% e o Kospi, da Coreia do Sul, caindo 2,4%.

Na Europa, o FTSE 100 perdia 0,24%, enquanto o DAX, da Alemanha, recuava 0,83%. No mesmo horário, o FTSE/MIB registrava variação negativa de 0,75% e o CAC-40, da França, perdia 0,17%.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).