Com incertezas fiscais, Ibovespa fecha em queda e dólar dispara

O Ibovespa fechou em queda de 0,45% aos 114.611 pontos na primeira sessão da semana, pressionado pelo movimento de realização de lucros em Wall Street que contaminou o mercado doméstico, além do risco fiscal que também continua no radar do investidor na B3. Hoje, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou um projeto de lei que propõe a extensão do auxílio emergencial e a prorrogação do estado de calamidade pública até 31 de março de 2021.

“O fato é que, por conta da inércia do governo federal, simplesmente não teremos um programa nacional de vacinação em execução antes de março. É preciso fazer essa ponte para manter o mínimo de estabilidade social até lá”, disse o senador, que também é relator da proposta do primeiro auxílio emergencial concedido pelo governo no valor de R$ 600,00.

A matéria, no entanto, não deve ser apreciada em tempo hábil, já que nesta quarta-feira (16) parlamentares tentarão votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) em sessão do Congresso, e uma vez resolvido o assunto, devem voltar às suas bases para as festas de fim de ano.

Roberto Motta, responsável pela mesa de derivativos da Genial Investimentos, disse à Reuters que até o final do ano o mercado deve conviver com ruídos em relação ao auxílio emergencial do governo, temendo que uma eventual prorrogação prejudique ainda mais a saúde das contas públicas. Hoje, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu novamente a suspensão do recesso parlamentar de janeiro para a votação de temas emergenciais.

A incerteza fiscal também impactou o dólar, que encerrou o dia em forte alta, avançando 1,55% e negociado a R$ 5,12 na venda. A moeda norte-americana voltou a atrair compradores após se aproximar da barreira dos R$ 5,00. “Há pontos de realização. Quando a moeda encosta em R$ 5,00 é natural que haja um movimento de compra”, explica Fernando Bergallo, diretor de operações da assessoria de câmbio FB Capital, acrescentando que o mês de dezembro deve contar com volatilidade, devido a mudanças na liquidez e reajuste de posições.

Nos indicadores, o mercado ajustou suas expectativas para a economia brasileira e elevou pela 10ª vez seguida a conta para a inflação neste ano, de acordo com o Boletim Focus divulgado hoje (14) pelo Banco Central. O levantamento mostrou que a expectativa agora é de uma alta de 4,35% nos preços neste ano, contra 4,21% na semana passada. Para 2021, permanece cenário de avanço do IPCA de 3,34%.

Em Nova York, o início da vacinação contra a covid-19 não foi suficiente para conter o movimento de aversão ao risco e realização de lucros diante do impasse entre o Congresso e a Casa Branca para um novo pacote de estímulo econômico. Os parlamentares do país discutem um novo pacote fiscal, entre US$ 700 bilhões e US$ 900 bilhões, em apoio a empresas e desempregados. A nova proposta exclui pontos polêmicos entre democratas e republicamos, como o socorro aos estados e municípios, além de proteção legal às empresas afetadas pela crise atual.

Sem avanços consistentes em Washington, o Dow Jones encerrou em queda de 0,62% e o S&P 500 perdeu 0,44% na sessão, enquanto o Nasdaq Composite terminou o dia em alta de 0,50%, impulsionado por papéis das empresas de tecnologia. (Com Reuters)

DESTAQUES DO IBOVESPA

Maiores Altas
BPAC11: +5,49% a R$ 86,08
MGLU3: +4,61% a R$ 24,05
BRDT3: +3,69% a R$ 22,22
UGPA3: +3,18% a R$ 23,68
EZTC3: +2,75% a R$ 45,26

Maiores Baixas
COGN3: -5,47% a R$ 5,01
SBSP3: -4,09% a R$ 45,26
YDUQ3: -4,01% a R$ 33,79
CSNA3: -3,68% a R$ 27,21
AZUL4: -2,90% a R$ 39,54

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).