De volta ao Twitter, Elon Musk volta sua atenção para a criptomoeda Dogecoin

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

A Dogecoin saltou 68%, para US$ 0,05 hoje (4)

A criptomoeda Dogecoin subiu quase 68% hoje (4), depois que o bilionário Elon Musk tuitou sobre a moeda, dois dias após ter dito que faria uma pausa no Twitter “por um tempo”. A Dogecoin, que é baseado em um meme popular da internet, saltou 67,99% para US$ 0,05, de acordo com dados do site de blockchain e a criptomoeda Coindesk.

Musk escreveu “Doge” pela primeira vez depois de uma foto de um foguete indo para a lua. Ele então acrescentou: “Dogecoin é a criptomoeda do povo”. O presidente-executivo da Tesla também publicou uma imagem editada de si mesmo com o cachorro Shiba Inu no centro do meme Doge, também o logotipo da criptomoeda.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A Dogecoin foi criada em grande parte como uma crítica satírica do frenesi da criptografia de 2013, mas ainda pode ser comprada e vendida em bolsas de moeda digital.

As criptomoedas estão ganhando força com mais investidores convencionais, com o valor total de mercado de todas as criptomoedas que atingiu mais de US$ 1 trilhão pela primeira vez no início de janeiro.

Enquanto isso, o CEO, que tem 45,2 milhões de seguidores no Twitter, está no meio do recente frenesi relacionado às negociações do varejo no mercado, escrevendo no Twitter sobre empresas e criptomoedas específicas e ajudando a impulsionar seus preços.

As ações de GameStop, Etsy e CD Projekt subiram após os comentários de Musk sobre eles em sua conta no Twitter. Algumas dessas ações estavam fortemente vendidas a descoberto. “Eu me tornei meme, Destruidor de shorts”, escreveu Musk no Twitter. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]forbes.com.br).