Ações da GameStop sobem pelo 5º dia com recuperação

MikeBlake/REUTERS
MikeBlake/REUTERS

Os papéis da empresa disparavam 15,1%, a US$ 223,7 no pré-mercado, abaixo dos picos de janeiro, mas apontam para uma redução de prejuízos

As ações da GameStop subiam a 15,1%, para US$ 223,70 no pré-mercado, pelo quinto pregão consecutivo hoje (9), um dia depois que a empresa encarregou o cofundador da Chewy Ryan Cohen – um importante acionista e membro do conselho da GameStop – de liderar os esforços de vendas online da empresa.

Notícias sobre a estratégia de comércio eletrônico da varejista de videogames e especulações de que pequenos investidores vão alocar nos mercados de ações os recursos de ajuda financeira paga pelo governo norte-americano reaqueceram o boom dos papéis.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A última alta segue oscilações violentas no preço das ações desde janeiro, quando a empresa ocupou o centro de uma valorização de uma série de ações impulsionada pelas mídias sociais e que pressionou alguns investidores de fundos de hedge.

As ações da empresa ainda estão muito abaixo dos picos de janeiro, de mais de US$ 480, mas a recuperação pode reduzir o prejuízo para mais investidores que perderam dinheiro no colapso subsequente dos papéis.

Em Frankfurt, a GameStop estava negociando com alta de cerca de 24% e foi a segunda ação mais negociada na plataforma de negociação Lang & Swartz, depois da Siemens. Desde o último fechamento, os investidores em ações listadas nos Estados Unidos da GameStop viram o valor de suas participações subir mais de 10 vezes em comparação com o início do ano. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).