Caixa Econômica planeja IPO de banco digital no exterior até 2022

Reprodução/Reuters
Reprodução/Reuters


A decisão foi anunciada hoje (18) pelo presidente-executivo do banco estatal, Pedro Guimarães

A Caixa Econômica Federal pretende listar as ações de seu banco digital Caixa Tem em uma bolsa no exterior entre o final deste ano e o começo de 2022, disse hoje (18) o presidente-executivo do banco estatal, Pedro Guimarães.

“Estamos apenas esperando a aprovação do Banco Central”, disse Guimarães a jornalistas durante apresentação sobre os resultados da Caixa Econômica referentes ao 4º trimestre.

LEIA MAIS: Caixa tem lucro de R$ 5,7 bilhões no 4º trimestre

Canal criado pelo banco para realizar o pagamento do auxílio emergencial do governo federal no ano passado, o Caixa Tem atingiu 107 milhões de usuários, segundo a apresentação feita nesta quinta-feira. Antes disso, o banco já tinha duas operações de mercado de capitais em andamento, com a venda de ações que detém no Banco Pan e a listagem de sua unidade de seguros Caixa Seguridade, ambas em análise na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

“Há interesse enorme do mercado em conhecer a Caixa Seguridade”, disse Guimarães em relação ao IPO. A empresa ainda pretende listar na B3 no segundo semestre deste ano outro braço de negócios, o de gestão de recursos de terceiros.

A Caixa pretende usar parte dos recursos com a venda dessas participações para retomar pagamentos ao governo federal de empréstimos tomados na última década sob a forma de IHCD (Instrumentos Híbridos de Capital), disse Guimarães. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).