Déficit comercial dos EUA atinge máxima recorde em fevereiro

John Lamparski/Getty Images
John Lamparski/Getty Images

Atividade do país se recuperou mais rapidamente do que os rivais globais

O déficit comercial dos Estados Unidos aumentou para uma máxima recorde em fevereiro conforme a atividade se recuperou mais rapidamente do que os rivais globais e pode permanecer elevado este ano, com a expectativa de que o forte estímulo fiscal alimente o crescimento mais rápido em quase quatro décadas.

O Departamento do Comércio informou hoje (7) que o déficit comercial aumentou 4,8%, para um recorde de R$ 71,1 bilhões em fevereiro.

VEJA TAMBÉM: Biden propõe investimento de US$ 2 trilhões na economia dos EUA

Economistas consultados pela Reuters esperavam um déficit de R$ 70,5 bilhões. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).