Forbes Radar: Cemig, Rede D’Or, JBS, Enjoei e outros destaques corporativos

Últimas notícias sobre: Cosan, Vivara, Petrobras, Tesla, Eletrobras, Facebook, Ultrapar, CVC, BBM Logística e Locaweb.

Artur Nicoceli
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (17), a temporada de balanços financeiros está terminando. A Cemig registrou lucro líquido de R$ 422,35 milhões entre janeiro e março de 2021. Ao mesmo tempo, a Cosan reportou lucro líquido de R$ 827,7 milhões e a Rede D’or São Luiz obteve lucro líquido consolidado recorde de R$ 402,4 milhões.

Na manhã desta segunda-feira, a Ambipar também =assinou a carta de neutralidade climática do Cebds (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável). O documento afirma que as companhias, representadas pelo órgão, acreditam que o Brasil tem potencial para ser protagonista de soluções voltadas à neutralidade climática.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Cemig (CMIG3)

A estatal mineira de energia elétrica Cemig registrou lucro líquido de R$ 422,35 milhões entre janeiro e março de 2021, revertendo prejuízo líquido de R$ 68,13 milhões obtido em 2020. O resultado operacional do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) saltou 133,25% em comparação anual, para R$ 1,845 bilhão.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Cemig disse que os números refletem basicamente o aumento das receitas neste ano e a comparação com um trimestre de 2020 em que o Ebitda foi afetado negativamente em cerca de R$ 609 milhões pela desvalorização da participação detida na elétrica fluminense Light.

Neste ano, a companhia mineira decidiu se desfazer inteiramente da fatia na Light, o que foi efetivado em janeiro por meio da venda de ações em uma oferta pública que levantou R$ 1,37 bilhão.

A Cemig disse que, como resultado da operação, reconheceu um ganho antes de tributos de R$ 108,55 milhões, ao considerar como custo o valor registrado do ativo, que vinha sendo classificado como “mantido para venda” em seu balanço.

A receita líquida da Cemig no primeiro trimestre somou R$ 7,1 bilhões, contra R$ 6 bilhões no mesmo período de 2020.

Os custos e despesas operacionais, por sua vez, totalizaram R$ 5,7 bilhões, acima dos R$ 5 bilhões no ano anterior.

A companhia registrou ganhos com participações societárias em empresas, medidos por equivalência patrimonial, de R$ 118,68 milhões, acima dos R$ 82 milhões há um ano atrás.

Cosan (CSAN3)

A empresa de energia e infraestrutura Cosan reportou lucro líquido de R$ 827,7 milhões no primeiro trimestre, avanço de 28% na comparação anual.

A geração de caixa medida pelo Ebitda ajustado somou R$ 2,57 bilhões, alta de 8,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em fato relevante divulgado à parte, a companhia disse que foram mantidos os guidances anteriormente divulgados para 2021.

Enjoei (ENJU3)

Enjoei apontou prejuízo líquido 23 vezes maior que o primeiro trimestre de 2020 (R$ 1,3 milhão), fechando os três primeiros meses de 2021 em R$ 31 milhões. O Ebitda era de R$ 958 milhões no 1º trimestre do ano passado e terminou em R$ 31 milhões negativos neste ano, uma variação de 128%.

Segundo o balanço financeiro, o resultado reflete as apostas na captação e retenção de usuários, oferecendo mais subsídios e fretes grátis.

Vivara (VIVA3)

A Vivara teve lucro líquido de R$ 3,9 milhões no primeiro trimestre, queda de 79,4% contra 2020. O Ebitda foi de R$ 25 milhões entre janeiro e março, baixa de 39,6% na comparação trimestral. A companhia justificou o fraco desempenho devido ao fechamento de 80% das lojas físicas em razão da pandemia.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras informou que os desinvestimentos neste ano até 11 de maio somaram US$ 2,5 bilhões, registrando ainda a entrada de US$ 472 milhões fruto das vendas de ativos. Em meio a um processo de venda de refinarias, a estatal destacou que o custo operacional do refino de petróleo da empresa caiu para R$ 1,4 bilhão no primeiro trimestre, ante R$ 1,6 bilhão no mesmo período de 2020.

O presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, disse em mensagem gravada para a teleconferência de resultados, na última sexta-feira (14), que a empresa está desinvestindo para investir “mais e melhor”, concentrando esforços em plantas de refino próximas ao pré-sal.

Pelo plano da Petrobras, ela deverá vender cerca de metade de sua capacidade de refino, mantendo os ativos no Sudeste, principal centro consumidor. A principal venda de ativo fechada foi justamente a Rlam (refinaria Landulpho Alves ) e seus ativos logísticos associados, para a Mubadala Capital, por US$ 1,65 bilhão.

Tesla (TSLA34)

A Tesla começou a negociar com a fabricante chinesa de baterias EVE Energy para adicioná-la à sua cadeia de insumos da fábrica em Xangai, disseram quatro fontes a par do assunto à Reuters, conforme busca elevar a compra de baterias de baixo custo.

A EVE fabrica baterias de fosfato de ferro-lítio e são mais baratas porque usam ferro em vez de níquel e cobalto. Mas elas geralmente oferecem um alcance mais curto com uma única carga do que a alternativa mais popular de níquel/cobalto. A EVE se tornaria a segundo fornecedora de baterias LFP para a Tesla, além da Amperex.

As negociações estão avançadas e a Tesla pretende finalizar a parceria no terceiro trimestre, disseram duas fontes.

Eletrobras (ELET6)

A Eletrobras aprovou a eleição de Jerônimo Antunes como membro e coordenador do CAE (comitê de auditoria e riscos estatutário). Além de contar com cinco novos membros, todos considerados independentes:

  • Jerônimo Antunes (coordenador e membro do conselho de administração)
  • Daniel Alves Ferreira (membro do conselho de administração)
  • Felipe Villela Dias (membro do conselho de administração)
  • Luís Henrique Bassi Almeida (membro externo)
  • Luiz Carlos Nannini (membro externo)

Outra mudança foi a nova composição do conselho de administração da companhia:

  • Ruy Flaks Schneider – Presidente
  • Rodrigo Limp Nascimento
  • Marcelo de Siqueira Freitas
  • Bruno Eustáquio Ferreira Castro de Carvalho
  • Ana Carolina Tannuri Laferté Marinho
  • Jerônimo Antunes
  • Ana Silvia Corso Matte
  • Armando Casado de Araujo
  • Felipe Villela Dias
  • Daniel Alves Ferreira
  • Carlos Eduardo Rodrigues Pereira

JBS (JBSS3)

A JBS fará um investimento de R$ 800 milhões em Rolândia (PR) neste ano, referente à primeira etapa de construção de uma nova fábrica de alimentos preparados da Seara, afirmou a companhia à Reuters.

A obra já foi iniciada e tem previsão de conclusão para o quarto trimestre de 2022.

O montante faz parte de um aporte de R$ 1,85 bilhão que será aplicado, até 2025, tanto na nova unidade quanto na expansão de uma planta de aves que já opera na cidade do Paraná, o maior produtor de frangos do Brasil.

A JBS, também fechou na última sexta-feira (14) a captação de US$ 500 milhões em bonds emitidos nos Estados Unidos, segundo fonte com conhecimento do assunto.

A demanda do mercado pelos papéis superou em mais de seis vezes o valor ofertado, o que levou a taxa de juros, inicialmente proposto em 4%, ao menor patamar da história das captações da empresa, de 3,75% ao ano, segundo informou a fonte à Reuters na condição de anonimato.

Os recursos serão utilizados para pagar aquisição da empresa Vivera, terceira maior produtora de alimentos plant-based da Europa. A Vivera foi adquirida no mês passado por € 341 milhões.

Rede D’Or (RDOR3)

A Rede D’or São Luiz obteve lucro líquido consolidado recorde de R$ 402,4 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 254,6% em relação ao mesmo período de 2020 (R$ 113 milhões). O Ebitda também atingiu recorde, somando R$ 1,1 bilhão entre janeiro e março, aumento de 86% comparado com o mesmo período do ano passado.

Facebook (FBOK3)

O regulador de dados da Irlanda pode retomar uma investigação que pode desencadear na proibição das transferências transatlânticas de dados do Facebook, decidiu a Suprema Corte irlandesa na última sexta-feira (14), suscitando a perspectiva de uma paralisação que, segundo a empresa, teria um impacto devastador em seu o negócio.

O caso decorre de preocupações da UE (União Europeia) de que a supervisão do governo norte-americano pode não respeitar os direitos de privacidade dos cidadãos do bloco europeu quando seus dados pessoais são enviados aos Estados Unidos para uso comercial.

O DCP (Data Protection Commissioner, em inglês) da Irlanda, principal regulador do Facebook na UE, abriu uma investigação em agosto e emitiu uma medida provisória que determina que o principal mecanismo que o Facebook usa para transferir dados de usuários da UE para os EUA “não pode ser usado na prática”.

O Facebook contestou a investigação e a decisão preliminar, argumentando que elas ameaçavam consequências “devastadoras” e “irreversíveis” para seus negócios, que dependem do processamento de dados do usuário para veicular anúncios online direcionados.

O Tribunal Superior rejeitou o recurso na última sexta-feira (14).

Ultrapar (UGPA3)

O conglomerado de empresas Ultrapar deve encerrar 2021 com uma carteira de ativos diferente do começo do ano, afirmou o presidente da companhia, Frederico Curado, em reunião com analistas e investidores há três dias.

Além da entrada do grupo em área de refino de petróleo, por meio da compra da Refap, da Petrobras, até meados do ano, o portfólio de ativos da Ultrapar pode passar por outras ações de alocação de capital, disse o executivo.

“Temos meta até julho de assinatura do contrato da Refap e isso por si só já é um megadesenvolvimento no nosso portfólio”, disse Curado ao ser questionado sobre o perfil de ativos do grupo no final deste ano.

“Outros movimentos talvez aconteçam até o final do ano. Vamos terminar 2021 com uma cara diferente da que começamos”, acrescentou, sem dar detalhes.

No início de maio, ele já havia mencionado que a empresa de especialidades químicas da Ultrapar, Oxiteno, “não está exatamente” na cadeia de valor que o grupo tem buscado se concentrar, mais voltada para as outras empresas do portfólio, incluindo Ipiranga, Ultragaz e Ultracargo.

CVC (CVCB3)

A CVC registrou prejuízo de R$ 81,4 milhões no primeiro trimestre de 2021,queda de 92,9% ante as perdas de R$ 1,1 bilhão em 2020. O Ebitda ficou negativo em R$ 56,4 milhões, mas é uma melhora de 92,4% em relação aos R$ 741 milhões do ano passado.

A empresa afirmou que o prejuízo decorre, mais uma vez, do impacto causado pela pandemia da covid-19, especialmente no Brasil.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

BBM Logística

A BBM Logística informou que deu mandato a bancos para coordenarem uma possível oferta primária e secundária de ações, com esforços restritos.

Bank of America, XP, Citi, Banco Safra e UBS foram engajados para coordenarem a operação, informou a BBM por meio de fato relevante, esclarecendo que os termos da potencial oferta ainda não foram definidos.

A gestora de frotas de caminhões havia pedido no ano passado registro para um IPO, buscando recursos no mercado para manter o ciclo de aquisições e ganhar musculatura num mercado altamente fragmentado.

No entanto, a companhia sediada na cidade paranaense de São José dos Pinhais suspendeu os planos, assim como dezenas de outras companhias brasileiras, devido à volatilidade do mercado.

Locaweb (LWSA3)

A Locaweb realizou sua quinta aquisição no primeiro trimeste. Na última sexta-feira (14), anunciou a compra da empresa de sistemas de gestão on-line Bling, por R$ 524 milhões.

Twitter (TWTR34)

O Twitter está trabalhando em modelos pagos e de acordo com a pesquisadora de aplicativos Jane Manchun Wong o valor definido para o que poderá ser chamado de ‘Twitter Blue’ é de US$ 2,99 por mês.

Magazine Luiza (MGLU3)

O Magazine Luiza está criando as ‘agências Magalu’, que irão receber produtos de lojistas e marketplaces, entregando aos clientes os itens comprados, além de fazer o armazenamento no ponto de venda. Segundo o Valor Investe, “para isso, não está em discussão aumento do tamanho das lojas, mas reorganização das unidades e dos sistemas.”

B2W (BTOW3)

A B2W iniciou hoje (17) entregas de compras on-line em comunidades. Em abril, a companhia havia realizado uma parceria com a Favela Brasil Xpress e com o G10 Favelas. A primeira favela foi a Paraisópolis (SP).

Assaí (ASAI3)

O conselho de administração da Assaí aprovou a alteração do valor de sua segunda emissão de debêntures simples, com prazo de vencimento entre cinco e sete anos, que passará a ser de R$ 1,6 milhões.

Itaúsa (ITSA4)

A Itaúsa deliberou declarar antecipadamente, por conta do dividendo obrigatório do exercício de 2021, o JCP (juros sobre o capital próprio) no valor de R$ 0,01840 por ação, que serão pagos até 30 de setembro, com base na posição acionária final do dia 24 de maio e com retenção de 15% de imposto de renda na fonte, resultando em juros líquidos de R$ 0,01564 por ativo.

Ambipar (AMBP3)

A Ambipar assinou a carta de neutralidade climática do Cebds (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável). O documento afirma que as companhias, representadas pelo órgão, acreditam que o Brasil tem potencial para ser protagonista de soluções voltadas à neutralidade climática.

A carta afirma que metas mais ambiciosas de neutralização de emissões para 2050 trarão ganhos ao Brasil, em termos econômicos, como geração de empregos e investimento em soluções de baixo carbono, e comerciais, como poder de negociação no mercado internacional e ESG.

Fertilizantes Heringer (FHER3)

A Fertilizantes Heringer – que está em processo de recuperação judicial – registrou lucro líquido de R$ 149,3 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 20,2% sobre o mesmo período do ano passado. Segundo a companhia, foi o melhor primeiro trimestre de sua história. O Ebitda foi de R$ 103,8 milhões no entre janeiro e março deste ano, aumento de 14,4% ante R$ 3,4 milhões um ano antes.

De acordo com o balanço da Heringer, o expressivo aumento em relação ao mesmo período do ano anterior, deve-se ao crescimento no volume de vendas, com foco nas oportunidades de negócios de melhor rentabilidade.

(Com Reuters)

Calendário de divulgação dos próximos resultados:

  • Cruzeiro do Sul (CSED3) – 17 de maio
  • Focus Energia (POWE3) – 17 de maio
  • Gafisa (GFSA3) – 17 de maio
  • Linx (LINX3) – 17 de maio
  • Mosaico (MOSI3) – 17 de maio

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: