Forbes Radar: Cosan, Mosaico, Banco do Brasil, Petrobras e outros destaques corporativos

Últimas notícias sobre: Havan, Tesla, Paypal, Facebook, Cerradinho Bioenergia.

Artur Nicoceli
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (24), a Cosan informou a a aquisição de 100% do TUP São Luís, terminal portuário de uso privado localizado na capital do Maranhão, por R$ 720 milhões, além da formação de uma joint venture no setor de mineração.

E, No cenário dos IPOs, enquanto a Cerradinho Bioenergia registrou um pedido de IPO, a Havan suspendeu pela segunda vez sua possível oferta. Já no exterior, a SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, na sigla em inglês) começou a emitir novos requisitos de divulgação para empresas chinesas que buscam se listar em Nova York como parte de um esforço para aumentar a consciência dos investidores sobre os riscos envolvidos, segundo documento analisado pela Reuters e pessoas a par do assunto.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Cosan (CSAN3)

A Cosan anunciou ontem (23) uma nova estratégia de investimentos por meio de uma estrutura de fundos, através da qual realizará aportes com recursos próprios e eventualmente de terceiros em novos negócios, conforme fato relevante divulgado ao mercado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O movimento já inclui, segundo a empresa, a apresentação de uma proposta vinculante para a aquisição de 100% do TUP São Luís, terminal portuário de uso privado localizado na capital do Maranhão, por R$ 720 milhões, além da formação de uma joint venture no setor de mineração.

A oferta pelo porto foi enviada pela Atlântico –controlada da Cosan– à São Luís Port Company, da chinesa CCCC, e aos acionistas minoritários que somam participação de 49% no terminal, disse a empresa. O fechamento da operação está sujeito a condições precedentes, como aprovações regulatórias e concorrenciais, bem como a aprovações societárias da CCCC.

Além disso, a iniciativa ainda envolve a assinatura de um memorando de entendimento, também através da Atlântico, para entrada na área de mineração por meio de uma joint venture com o Grupo Paulo Brito, controlador da Aura Minerals, que irá explorar minério de ferro para escoamento pelo porto em questão.

O memorando prevê que a Atlântico deterá 37% do capital total e controle compartilhado da nova companhia – ou seja, 50% das ações ordinárias da empresa – após o aporte do porto e de caixa, afirmou a Cosan. “(A joint venture) será uma empresa integrada de mineração e logística, que possuirá, além do porto, direitos de exploração de ativos minerários em três projetos minerais localizados no Estado do Pará, com potencial importante de reservas de minério de ferro, a serem escoados pelo porto”, detalhou a empresa.

O primeiro projeto mineral a ser explorado pela joint venture está localizado próximo a Parauapebas (PA), na região de Carajás, conectado ao porto pela estrada férrea de Carajás, e tem início de exploração previsto para 2025.

A nova companhia terá Juarez Saliba de Avelar, ex-Vale e CSN, como presidente-executivo, enquanto Julio Fontana será conselheiro e consultor sênior. “A Cosan ingressa com um parceiro estratégico em um novo ramo de negócios, contribuindo sua expertise logística portuária e de gestão”, afirmou a empresa.

Havan

O pedido de registro de companhia aberta pela Havan foi indeferido, segundo publicou a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) ontem (23), interrompendo planos da varejista de uma oferta inicial de ações pela segunda vez.

Não ficou imediatamente claro se a interrupção ocorreu a pedido da própria empresa.

O empresário Luciano Hang, notório apoiador do presidente Jair Bolsonaro, planejava vender uma fatia da icônica cadeia de lojas que têm na fachada réplicas da Estátua da Liberdade, e buscar recursos para abrir centros de distribuição e lojas, além de investir em tecnologia e reforçar o capital de giro.

Tesla (TSLA34)

Os planos de Elon Musk para promover a Tesla como uma empresa líder em tecnologia e divulgar os avanços que a companhia tem obtido com IA (inteligência artificial) se tornaram um pouco inconvenientes na última semana. Isso porque as declarações do CEO bilionário ocorreram em meio a indícios de que o governo dos Estados Unidos pode fazer uma rígida investigação da montadora de veículos elétricos.

No último dia 19, a Tesla transmitiu ao vivo o seu evento “Dia da IA”. Assim como fez na apresentação do “Dia da Bateria”, em 2020, e do “Dia da Automação”, em 2019, analistas e investidores foram convidados a participar da convenção, ao contrário da imprensa que, ao que tudo indica, não foi chamada.

No dia 18, os senadores Ed Markey, de Massachusetts, e Richard Blumenthal, de Connecticut, pediram à FTC (Federal Trade Commission, agência norte-americana voltada à proteção do consumidor) que investigasse as tecnologias parcialmente automatizadas da Tesla, com foco no uso do piloto automático e do FSD (Full Self Driving, ou auto-condução completa).

PayPal (PYPL34)

O PayPal permitirá que os clientes no Reino Unido comprem, vendam e mantenham bitcoin e outras criptomoedas a partir desta semana, disse a empresa ontem (23).

O lançamento, que marca a primeira expansão internacional dos serviços de criptomoedas do PayPal fora dos Estados Unidos, pode inspirar a adoção da nova classe de ativos.

Com mais de 403 milhões de contas ativas globalmente, companhia com sede na Califórnia é uma das maiores empresas financeiras tradicionais a oferecer aos consumidores acesso a criptomoedas.

O PayPal lançou a compra e venda de criptomoedas nos EUA no início deste ano, mais tarde permitindo que os clientes usassem suas reservas de moedas digitais para comprar nos milhões de comerciantes em sua rede.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras iniciou nesta segunda-feira a produção de petróleo e gás do FPSO Carioca, primeira plataforma no campo de Sépia, localizado no pré-sal da Bacia de Santos, informou a empresa em comunicado ao mercado.

Afretado junto à Modec, o FPSO Carioca está localizado a aproximadamente 200 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro e possui capacidade para processar diariamente até 180 mil barris de óleo e comprimir até 6 milhões de metros cúbicos de gás natural.

O FPSO Carioca será a única plataforma a entrar em operação a serviço da Petrobras neste ano. Para 2022, estão previstas pela petroleira estatal outras duas unidades, também da Modec, nos campos de Mero e Búzios, ambos no pré-sal da Bacia de Santos.

Facebook (FBOK34)

O Facebook está permitindo que alguns usuários façam chamadas de voz e vídeo em seu aplicativo principal em caráter experimental, com objetivo de tornar mais fácil fazer chamadas sem abrir seu aplicativo Messenger.

A gigante da mídia social criou o Messenger a partir de seu aplicativo principal anos atrás, mas usuários têm que baixar um aplicativo separado para enviar mensagens e fazer chamadas.

O Facebook habilitou chamadas pela primeira vez entre o Instagram e o Messenger em setembro passado. A mudança permitiu que os usuários de cada serviço enviassem mensagens e fizessem chamadas de vídeo sem precisar baixar os dois aplicativos.

Cerradinho Bioenergia

A Cerradinho Bioenergia, com sede em Goiás, pediu registro para um IPO, em busca de recursos para financiar um projeto de etanol de milho no Mato Grosso do Sul.

Segundo prospecto preliminar da operação publicado nesta ontem (24) pela CVM, a nova unidade será construída na cidade de Maracaju (MS), com capacidade prevista de moagem de 1,1 milhão de toneladas de milho por ano e produção de 510 mil metros cúbicos de etanol hidratado.

O projeto deve envolver investimento total de cerca de R$ 1,4 bilhão, com as obras devendo começar no primeiro semestre de 2022 e entrando em operação em setembro de 2023, afirmou a companhia no documento.

A oferta, que será coordenada por Itaú BBA, XP e BTG Pactual, também servirá para que o grupo controlador Cerradinho Participações venda uma fatia no negócio.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Mosaico (MOSI3)

A Mosaico informou que o BTG Pactual aumentou para 5,3% sua participação acionária na companhia, com aproximadamente 6,7 milhões de ativos. “O crescimento acionário não tem objetivo de alterar o controle da Mosaico”, informou a instituição financeira.

Fleury (FLRY3)

O Fleury informou que a Bradseg, através de sua controlada, Bradesco Diagnóstico em Saúde, aderiu ações ordinárias de emissão do Fleury, que a fizeram atingir participação total de 79,7 milhões, correspondendo a 25,08% do capital social total e votante da companhia.

Caixa Seguridade (CXSE3)

A Caixa Seguridade informou que a partir de 1º de setembro, o Bradesco passará a ser a instituição financeira depositária das ações escriturais de emissão da companhia, em substituição ao Itaú.

Dessa forma, a partir da referida data, o atendimento aos titulares das ações será realizado pela rede de agências do Bradesco, presente em todo o território nacional.

“Os acionistas com ações em custódia na B3 continuarão a ser atendidos, normalmente, pelas suas respectivas corretoras de títulos e valores mobiliários e/ou agentes de custódia, não havendo interrupção da negociação das ações da Caixa Seguridade”, informou a instituição financeira.

Movida (MOVI3)

A Movida informou que seu conselho administrativo aprovou um novo programa de recompra de ações, que começou ontem (23) e tem fim em 23 de fevereiro de 2023.

A companhia informou que o programa tem por objetivo a maximização de valor ao acionista, sem redução do capital social, sendo as ações adquiridas utilizadas para manutenção em tesouraria, cancelamento ou alienação.

A operação autoriza que a Movida compre 12 milhões de ações ordinárias.

Banco do Brasil (BBAS3)

O Banco do Brasil atualizou o valor de JCP (Juros sobre Capital Próprio) para R$ 0,34787 devido à atualização da Taxa Selic para 5,25%.

Cesp (CESP6)

A Cesp (Companhia Energética de São Paulo) informou que a Squadra Investimentos passou a deter 40 milhões de ativos da companhia, equivalentes a 19,12% das ações preferenciais classe B de emissão da companhia.

Embraer (EMBR3)

A fabricante de aviões comerciais informou, na manhã desta segunda-feira, que sua subsidiária Eve Urban Air Mobility ampliou a parceria com a startup de Singapura Ascent Flights Global para realizar 100 mil horas de voos em veículos elétricos.

“No passado, a Embraer foi muito penalizada por fechar contratos ruins”, diz Madruga. “As novas operações trazem uma nova cara para a companhia e os investidores estão recebendo bem os novos acordos comerciais.”

Os papéis da companhia fecharam o pregão de ontem (23) a R$ 20,92 e alta de 5,89%.

Alupar (ALUP11)

A Alupar informou que o pagamento da segunda parcela dos dividendos, de R$ 87,9 milhões, equivalente a R$ 0,10 por ação ordinária, R$ 0,10 por ação preferencial e R$ 0,30 por unit, será feita em 30 de agosto para os acionistas estiveram registrados em 27 de abril.

Even (EVEN3)

A Even recebeu uma correspondência da Real Investidor Gestão de Recursos informando que a soma das ações detidas pelo conjunto de fundos de investimentos sob sua gestão representava 10,6 milhões de papéis, equivalente a 5,03% do total de ações ordinárias da companhia.

Renova Energia (RNEW4)

A Renova Energia informou que seu conselho administrativo aprovou um aumento parcial no capital social da companhia. Dessa forma, a empresa – que está em recuperação judicial – terá um aumento de R$ 54,7 milhões, em 9,3 milhões de novas ações.

Consequentemente o capital social da Renova Energia passa a ser de R$ 3,34 bilhões, dividido em 109 milhões de ações nominativas. E, em razão desta capitalização, a dívida da companhia foi reduzida em R$ 53,8 milhões.

(Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: