Ibovespa abre em queda após Congresso aprovar Orçamento de 2022

Dólar recua com alta nos casos da variante Ômicron do coronavírus.

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa opera em queda de 0,05% na abertura do pregão de hoje (22), a 105.441 pontos perto das 10h10, horário de Brasília. No Brasil, os investidores analisam a aprovação pelo Congresso do Orçamento de 2022. No cenário internacional, os governos mundiais avaliam os impactos da nova variante do coronavírus.

O dólar esboçava queda de 0,49% às 10h10 de Brasília, no início de um pregão que promete ser de menor liquidez à medida que o Natal se aproxima. A moeda era negociada a R$ 5,7109.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O ano de 2021 termina com leve alta da confiança dos consumidores brasileiros em dezembro devido a uma melhora das expectativas, mostraram dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da FGV registrou em novembro ganho de 0,6 ponto, chegando a 75,5 pontos.

O Índice de Situação Atual (ISA) caiu 1,3 ponto, a 65,6 pontos. O resultado negativo, no entanto, foi compensado pelo ganho de 2,0 pontos do Índice de Expectativas (IE), que subiu para 83,4 pontos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Foi um ano difícil para os consumidores, principalmente para os de menor poder aquisitivo. O descolamento entre a confiança dos consumidores de baixa renda dos de alta renda atingiu o maior nível da série dos últimos 17 anos, principalmente em função da dificuldade financeira dos primeiros diante do quadro de desemprego, inflação elevada e aumento do endividamento”, explicou em nota a coordenadora das sondagens, Viviane Seda Bittencourt.

Em Brasília, o Congresso aprovou ontem o Orçamento de 2022 com a destinação de R$ 4,9 bilhões para o fundo eleitoral e uma reserva de R$ 1,7 bilhão para o reajuste de remuneração de policiais, além de fixar o valor do salário mínimo em R$ 1.210,00.

O valor de R$ 1.210 do salário mínimo ficou acima dos R$ 1.169 originalmente previstos pela peça enviada pelo governo ao Congresso. O texto também utiliza como parâmetros para o próximo ano uma inflação de 5,02%, taxa Selic de 11,25% e dólar em R$ 5,55.

Relatado pelo deputado Hugo Leal (PSD-RJ), o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) ainda reservou R$ 16,5 bilhões para as chamadas emendas de relator, que têm sido alvo de contestações no Supremo Tribunal Federal (STF) por dificuldades quanto à transparência dos reais beneficiários dos recursos.

O texto agora segue para sanção presidencial.

“A aprovação dá certo fôlego para a percepção de risco fiscal no país, que vem melhorando gradualmente desde a aprovação da PEC dos Precatórios. A mudança na Constituição, apesar de alterar a regra do teto de gastos e permitir mais despesas ano que vem, trouxe certa previsibilidade. Já podemos ver o reflexo nos mercados de renda fixa, com a expectativa de juros no futuro reduzindo”, avalia Rachel de Sá, chefe de economia da Rico.

Mercados internacionais

Nos Estados Unidos, os norte-americanos estão encarando um segundo Natal de transtornos nos planos de viagem por causa de uma disparada nas infecções de Covid-19 pela agora predominante variante Ômicron.

Na Ásia, as empresas automobilísticas lideraram os ganhos, com o subíndice do setor subindo 2,19%, enquanto o de tecnologia da informação avançou 1,12%.

A China deve avaliar o provável impacto das políticas econômicas sobre o crescimento antes da implementação e “ser prudente” ao adotar as que têm efeitos contracionistas, disse Ning Jizhe, vice-chefe da Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento, em entrevista.

O Hang Seng, de Hong Kong, valorizou 0,57%; e o BSE Sensex, de Mumbai, fechou o dia em alta de 1,07%. Já na China continental, o índice Shanghai perdeu 0,07%; e no Japão, o índice Nikkei avançou 0,16%.

Na Europa, o Banco Central Europeu (BCE) está confiante de que a inflação irá cair no próximo ano, mas o ritmo e a magnitude da queda são mais incertos, disse Isabel Schnabel, membro do Conselho do BCE, ao jornal francês Le Monde.

Na semana passada o BCE projetou que o aumento dos preços ao consumidor voltará a ficar abaixo de sua meta de 2% até o quarto trimestre de 2022, mas as declarações de Schnabel indicam alguma incerteza em torno dessa projeção.

“Sabemos que a inflação ficará elevada por um certo período de tempo, mas também que ela irá cair ao longo do próximo ano”, disse Schnabel, chefe de operações de mercado do BCE.

Por volta das 10h10, o Stoxx 600 ganhava 0,09%; na Alemanha, o DAX sobe 0,03%; o CAC 40 em alta de 0,04% na França; na Itália, o FTSE MIB cai 1,15%; enquanto o FTSE 100 tem valorização de 0,06% no Reino Unido. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: