JPMorgan eleva projeção para Selic a 13,25% após Copom

No início deste mês, o banco privado esperava que a taxa chegaria a 12,75% ao ano em junho.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Mike Segar/Reuters
Mike Segar/Reuters

Sede do banco JP Morgan em Nova York, EUA

Acessibilidade


O JPMorgan estima agora que a taxa Selic chegará a 13,25% ao fim do atual ciclo de aperto do Banco Central, esperado para junho, após a decisão da autarquia de elevar os juros em 1 ponto percentual ontem (16) e da sinalização de um aumento da mesma magnitude em seu próximo encontro de política monetária.

No início deste mês, o banco privado esperava que a Selic, agora em 11,75%, chegaria a 12,75% ao ano em junho.

“Assumimos que o BC realmente subirá [os juros] em 100 pontos-base em maio, conforme indicado no comunicado” do Comitê de Política Monetária, disse o JPMorgan em relatório assinado por Cassiana Fernandez e Vinicius Moreira, da equipe de pesquisa econômica, e com data de quarta-feira.

“Mas, considerando que vemos a inflação em 6,5% ao final do ano… e, mais importante, nossas projeções de inflação acima do consenso para os próximos meses, em particular até abril, julgamos que o ciclo não vai parar em maio e o banco central subirá [a Selic] em 50 pontos-base finais na reunião de junho.”

O JPMorgan se junta agora a vários outras instituições financeiras que enxergam o juro básico acima de 13% em 2022 diante de pressões inflacionárias crescentes, com ampla expectativa de que o IPCA fique bem acima da meta neste ano.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O Banco Central tem como objetivo inflação de 3,5% para 2022, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

Compartilhe esta publicação: