Wall Street recua com sinalização de alta dos juros pelo Federal Reserve

Ações da Tesla encerram pregão em alta de 3,23%.

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Getty Images

Acessibilidade


As bolsas de Nova York fecharam hoje (21) em queda, após Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, sinalizar que um aumento de 0,50 ponto percentual na taxa de juros para a reunião de maio estará “na mesa”.

Com a inflação atingindo cerca de três vezes a meta de 2% do Fed, “é apropriado avançar um pouco mais rapidamente”, disse Powell em uma discussão sobre a economia global.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A autoridade do Fed também disse sentir que os investidores que atualmente antecipam uma série de aumentos de meio ponto estão “reagindo adequadamente, em geral” à luta emergente do Fed contra o aumento dos preços.

Por lá, o número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego caiu de forma moderada na semana passada, ainda sugerindo que abril foi outro mês de forte crescimento do emprego.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No cenário corporativo, os papéis da Tesla, que chegaram a subir mais de 10% após a companhia superar as estimativas de analistas como balanço do 1º trimestre de 2022, fecharam em alta de 3,23%.

As ações da Netflix, por sua vez, continuaram em movimento negativo e fecharam o pregão com recuo de 3,52%.

Ainda na tarde de hoje, a Rússia ampliou a proibição de entrada de autoridades norte-americanas para incluir a vice-presidente Kamala Harris e 28 outras autoridades, empresários e jornalistas norte-americanos.

A lista de sanções, publicada pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia, inclui o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, a vice-secretária de Defesa Kathleen Hicks e o porta-voz do Pentágono, John Kirby, entre outros.

Os principais índices fecharam em queda. O Dow Jones recuou 1,05%  a 34.792 pontos; o S&P 500 perdeu 1,48%, a 4.393 pontos; e o Nasdaq desvalorizou 2,07% a 13.174 pontos. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: