Weg (WEGE3) divulga balanço e aprova aumento de capital social; veja os destaques do Radar

Últimas notícias sobre: Enauta, BR Properties, Lavvi, Carrefour, Petz, Petrobras, Localiza e mais.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (27), a Weg informou que foi aprovado o aumento do capital social da companhia no valor de R$ 1 bilhão. Em balanço divulgado nesta manhã, a empresa também anunciou que registrou alta de 23,5% no lucro líquido do primeiro trimestre de 2022, na comparação anual.

Já a Enauta informou que irá distribuir dividendos relativos ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2021 no valor total de R$ 450 milhões, equivalente a R$ 1,7084 por ação ordinária.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Veja esses e outros destaques corporativos do dia:

Weg (WEGE3)

A Weg informou que foi aprovado o aumento do capital social da companhia de R$ 5,5 bilhões para R$ 6,5 bilhões, através da incorporação de parte do saldo da conta de Reserva de Lucros/Retenção de Lucros para Investimentos no valor de R$ 1 bilhão, sem aumento do número de ações.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A empresa também informou que registrou lucro líquido de R$ 943,9 milhões no primeiro trimestre de 2022, o que representa um crescimento de 23,5% na comparação anual.

Enauta (ENAT3)

A Enauta informou que serão distribuídos dividendos relativos ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2021 no valor total de R$ 450 milhões, equivalente a R$ 1,7084 por ação ordinária.

Os dividendos serão pagos tendo como base a posição acionária de ontem (26), e o pagamento será efetuado no dia 30 de maio.

BR Properties (BRPR3)

A BR Properties informou que foi aprovada a distribuição de dividendos no montante de R$ 41,3 milhões, que correspondem a R$ 0,0891 por ação. Fizeram jus aos proventos os acionistas registrados como tal ontem (26). O pagamento ocorrerá em três parcelas, em 30 de junho, 30 de setembro e 20 de dezembro de 2022.

Lavvi (LAVV3)

A Lavvi anunciou que foi aprovada a distribuição de dividendos intermediários no montante total de R$ 17,7 milhões, equivalente a R$ 0,0879 por ação. Terão direito aos proventos as pessoas inscritas como acionistas da companhia na data-base de 29 de abril, e o pagamento ocorrerá em 11 de maio.

Carrefour (CRFB3)

O Carrefour aprovou o pagamento de dividendos no valor bruto de R$ 39 milhões, equivalente a R$ 0,0196 por ação. Fizeram jus aos proventos as pessoas inscritas como acionistas da companhia ontem (26), e o pagamento ocorrerá até o final do ano.

Petz (PETZ3)

A Petz aprovou a distribuição de valores complementares ao dividendo mínimo obrigatório no montante de R$ 4,3 milhões, equivalente a R$ R$ 0,009 por ação ordinária. Os proventos serão distribuídos com base na posição acionária de ontem (26), e o pagamento ocorrerá até 31 de dezembro.

A empresa também aprovou aumento de capital social no valor de R$ 128,6 mil, mediante a emissão de 1,6 milhão de novas ações ON, nominativas, escriturais e sem valor nominal, a serem subscritas por conta e ordem dos acionistas da Petix.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras informou que recebeu o pagamento atualizado de R$ 4,7 bilhões da TotalEnergies, referente à parcela de 22,5% na compensação de Atapu.

O bloco de Atapu foi adquirido pelo consórcio composto pela Petrobras (52,5%), Shell (25%) e TotalEnergies (22,5%) na 2ª rodada de licitações do Excedente da Cessão Onerosa no regime de Partilha de Produção, em 17 de dezembro de 2021.

Localiza (RENT3)

A Localiza aprovou a distribuição de dividendos complementares no valor de R$ 206,1 milhões. O pagamento ocorrerá no dia 20 de maio, com base na posição acionária de 29 de abril.

Movida (MOVI3)

A Movida aprovou a distribuição de dividendos complementares no valor de R$ 307 milhões, correspondentes a R$ 0,84 por ação, com base na posição acionária de 4 de maio. O pagamento ocorrerá em 16 do mesmo mês.

JBS (JBSS3)

A JBS criou uma nova unidade de negócios dedicada ao aluguel de caminhões elétricos para distribuição de cargas refrigeradas ao varejo, em uma iniciativa que ajudará a companhia a avançar com seu plano de redução de emissões de carbono, além de reduzir custos logísticos no médio e longo prazo.

Batizada de No Carbon, a nova empresa da JBS já está operacional, com uma frota de 31 veículos urbanos de carga (VUCs) 100% elétricos. Inicialmente, eles estão sendo alugados a transportadoras prestadoras de serviços para a JBS, mas a ideia é expandir no futuro as operações para outras empresas interessadas em um transporte sem emissões.

Neoenergia (NEOE3)

A Neoenergia, controlada pela espanhola Iberdrola, registrou lucro líquido de R$ 1,2 bilhão no primeiro trimestre de 2022, um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado.

Oi (OIBR4)

A Oi divulgou que terá que adiar a publicação de suas demonstrações financeiras de 2021 para 4 de maio por precisar de mais tempo para finalizar a segregação dos ativos móveis vendidos a Claro, TIM e Telefônica Brasil.

A companhia, que teve a venda dos ativos concluída na semana passada, porém, reiterou números preliminares não auditados que indicam que o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) recorrente no quarto trimestre foi de R$ 1,48 bilhão ante R$ 1,46 bilhão um ano antes.

A receita líquida da Oi de outubro a dezembro somou R$ 4,525 bilhões, abaixo do faturamento de R$ 4,72 bilhões do mesmo período de 2020. O caixa recuou de R$ 4,55 bilhões para R$ 3,29 bilhões.

Via (VIIA3)

A varejista Via, dona das bandeiras Casas Bahia e Ponto, aprovou em assembleia a indicação de Claudia Woods, presidente da unidade latino-americana da empresa de escritórios compartilhados WeWork, como membro independente do conselho de administração da companhia. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: