Conheça Gautam Adani, o indiano que superou Buffett e se tornou a 5ª pessoa mais rica do mundo

Chase Peterson-Withorn
Compartilhe esta publicação:
Ap Photo/Aijaz Rahi
Ap Photo/Aijaz Rahi

O patrimônio líquido de Adani o torna a pessoa mais rica da Índia

Acessibilidade


A incrível ascensão de Gautam Adani continua. O magnata indiano de infraestrutura se tornou o bilionário asiático mais rico da história (em dólares) em abril. Na última semana, Adani ultrapassou o megainvestidor Warren Buffett e se tornou a 5ª pessoa mais rica do mundo.

A Forbes estima que Adani, de 59 anos, tenha um patrimônio líquido de US$ 123,7 bilhões (R$ 608,4 bilhões), superando a fortuna de US$ 121,7 bilhões (R$ 598,5 bilhões) de Buffett, de 91 anos. 

Adani é o fundador e presidente do Adani Group, um conglomerado que é dono de um porto e de negócios no setor de energia, além de controlar seis empresas de capital aberto na Índia. As ações de cada um desses negócios aumentaram entre 19% e 195% este ano, já que Adani liderou uma expansão agressiva nos segmentos de energia renovável, mídia, aeroportos e outros

No início de abril, a International Holding Co., sediada em Abu Dhabi e administrada pelo irmão do príncipe herdeiro dos Emirados Árabes Unidos, investiu US$ 2 bilhões (R$ 9,8 bilhões) em três das empresas de Adani focadas em energia renovável. Ele disse que quer se tornar o maior produtor mundial de energia verde, e tem como objetivo de investir até US$ 70 bilhões (R$ 344 bilhões) em projetos desse tipo.

Filho de um comerciante têxtil, Adani abandonou a faculdade e, em 1988, abriu uma empresa de exportação de commodities. Em 2008, tornou-se bilionário e apareceu na lista da Forbes pela primeira vez, com um patrimônio estimado em US$ 9,3 bilhões (R$ 45,7 bilhões).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Leia também: Bilionários 2022: Elon Musk é a pessoa mais rica do mundo

Sua fortuna realmente começou a decolar no início da pandemia de Covid-19, depois de expandir seu império com grandes aquisições, como a compra de uma participação de 74% no Aeroporto Internacional de Mumbai, o segundo mais movimentado da Índia, em 2020, e a aquisição por US$ 3,5 bilhões (R$ 17,2 bilhões) da unidade de energia renovável do Softbank no país. 

No final de abril, Adani fechou um acordo para comprar a Ocean Sparkle, a maior empresa de serviços marítimos da Índia, em um negócio de US$ 220 milhões (R$ 1 bilhão).

Avaliada em US$ 8,9 bilhões (R$ 43,7 bilhões) há apenas dois anos, sua fortuna subiu para estimados US$ 50,5 bilhões (R$ 248 bilhões) em março de 2021 graças à disparada dos preços de suas ações.

O patrimônio líquido de Adani, estimado em US$ 123,7 bilhões (R$ 608,4 bilhões), o torna a pessoa mais rica da Índia, com US$ 19 bilhões (R$ 93,4 bilhões) a mais que o segundo colocado do país, Mukesh Ambani (US$ 104,7 bilhões ou R$ 514,9 bilhões). 

Adani superou Buffett quando as ações da Berkshire Hathaway caíram 2% no final de abril em meio a uma ampla queda no mercado de ações dos EUA.

Atualmente, existem apenas quatro pessoas no mundo mais ricas do que o bilionário indiano, de acordo com o rastreador de bilionários em tempo real da Forbes. São eles: o cofundador da Microsoft Bill Gates (US$ 129,4 bilhões, ou R$ 636,4 bilhões); o fundador da Amazon, Jeff Bezos (US$ 150,1 bilhões, ou R$ 738,2 bilhões); o magnata francês do alto luxo Bernard Arnault (US$ 158,2 bilhões, ou R$ 778,1 bilhões);  e o dono da Tesla e da SpaceX, Elon Musk (US$ 269,7 bilhões, ou R$ 1,2 trilhão).

Forbes abre inscrições para lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: