Índice tem leve avanço com ações de commodities e Localiza; foco em BCs traz cautela

Compartilhe esta publicação:

Por Andre Romani

Acessibilidade


SÃO PAULO (Reuters) – O principal índice da bolsa brasileira operava no positivo nesta terça-feira, ainda que alterne certa estabilidade, assim como ações em Wall Street, no primeiro dia de aguardadas reuniões de política monetária nos Estados Unidos e no Brasil.

Vale e Localiza eram as maiores contribuições positivas ao índice, enquanto JBS e Ambev cediam do outro lado.

Às 11:42 (de Brasília), o Ibovespa subia 0,36%, a 107.022,98 pontos. O índice vem de duas quedas seguidas. O volume financeiro da sessão era de 5,7 bilhões de reais.

“Mercado segue em compasso de espera” para decisões de política monetária, disse Bruna Marcelino, estrategista-chefe da Necton Investimentos. “A alta tanto lá nos EUA (em 0,5 ponto percentual) quanto no Brasil (em 1 ponto) já é dada pelo mercado. O que os investidores estão aguardando são os comunicados sobre o que vem pela frente”, completa ela.

As decisões serão divulgadas na quarta-feira ao fim das respectivas reuniões de dois dias.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os principais índices de ações em Wall Street operavam entre estabilidade a ganhos de 0,4%. Alguns balanços trimestrais de empresas abaixo do esperado, como da farmacêutica Pfizer, pesavam no humor dos investidores. Os rendimentos dos títulos do Tesouro norte-americanos seguiam em foco.

Na cena local, o mercado digere produção industrial marginalmente acima do esperado em março.

A semana também é carregada de resultados corporativos no Brasil.

DESTAQUES

– LOCALIZA ON subia 4%, após a companhia de locação de veículos e gestão de frotas divulgar aumento de 7,3% no lucro líquido no primeiro trimestre em relação a um ano antes. O resultado operacional medido pelo Ebtida aumentou 41,3% no período. UNIDAS ON, que está em processo de venda à Localiza, avançava 3,3%.

– VALE ON exibia acréscimo de 1,4%. Algumas das principais bolsas com negociação de commodities metálicas no mundo seguiam fechadas para feriados, como em Xangai e Dalian. CSN ON avançava 3%.

– KLABIN UNIT operava em alta de 0,8%, após lucro líquido mais que dobrar entre janeiro e março frente a um ano antes, à medida que preços mais altos repassados aos clientes compensaram perdas com câmbio, menor volume de vendas e impactos na cadeia de suprimentos. A rival SUZANO ON ganhava 1,8%.

– AMBEV ON reduzia 0,7%, terceira baixa seguida. NATURA ON retraía 1,1%, a nona baixa consecutiva, e JBS ON caía 1,8%, a quarta sessão negativa em sequência.

– PETROBRAS PN aumentava 1,1% e ON crescia 1,4%, mesmo com queda leve petróleo Brent, diante de preocupações com demanda na China. PETRORIO ON tinha ganhos de 1,2 e 3R PETROLEUM ON cedia 2,4% antes de publicar resultados à noite.

– RAIA DROGASIL ON perdia 1,7%, MARFRIG ON cedia 2,5%, TIM ON recuava 1,3%, enquanto CIELO ON valorizava-se 0,9%. Empresas divulgam resultados após o fechamento do mercado.

– ITAÚ UNIBANCO PN subia 1,1% e BRADESCO PN operava estável, em sessão sem direção comum para os papéis do setor financeiro. BTG PACTUAL UNIT registrava baixa de 1,8%.

– AZUL PN expandia 3,2% e GOL PN elevava-se 2,6%, depois de companhias aéreas desabarem na véspera com alta do dólar ante o real.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Reportagem adicional de Beatriz Garcia)

Compartilhe esta publicação: