Wall St fecha em alta, mas ainda cai no acumulado de semana dominada por volatilidade

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Chuck Mikolajczak

(Reuters) – Os mercados de ações dos Estados Unidos fecharam o pregão desta sexta-feira em modesta recuperação, mas ainda sofreram seu maior declínio percentual semanal em dois anos, à medida que investidores precisaram lidar com a crescente probabilidade de uma recessão conforme os bancos centrais globais tentam conter a inflação.

A inflação desenfreada e teimosamente alta tem deixado investidores nervosos neste ano, e o Federal Reserve e a maioria dos principais bancos centrais começaram a migrar de políticas monetárias estimulativas para um aperto monetário que desacelerará a economia, possivelmente causando uma recessão e potencialmente prejudicando os lucros das empresas.

Os três principais índices de Wall Street registraram seu terceiro declínio semanal consecutivo. O índice de referência S&P 500 amargou sua maior queda percentual semanal desde março de 2020, auge da queda do mercado causada pela pandemia de Covid-19.

“No momento, você verá muita volatilidade e será principalmente devido ao fato de o Fed estar antecipando todos esses aumentos de juros e apenas tentando avaliar o quadro da inflação. Está muito nublado agora”, disse Megan Horneman, diretora de estratégia de portfólio da Verdence Capital Advisors em Hunt Valley, Maryland.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Apenas espere volatilidade, ela veio para ficar, ficará aqui até que tenhamos um pouco mais de clareza sobre se realmente atingimos o pico da inflação.”

O índice S&P 500 fechou em alta de 0,22%, a 3.674,84 pontos. O Dow Jones caiu 0,13%, a 29.888,78 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançou 1,43%, a 10.798,35 pontos.

Na semana, o Dow Jones perdeu 4,79%, maior queda percentual desde outubro de 2020. O S&P 500 cedeu 5,79%, e o Nasdaq recuou 4,78%.

Compartilhe esta publicação: