Santander entra na onda das criptomoedas e liberará negociação neste ano

A movimentação segue os lançamentos recentes de concorrentes como Itaú, XP e Nubank

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:
Kacper Pempel/Reuters
Kacper Pempel/Reuters

Logotipo do Santander

Acessibilidade


O Banco Santander (SANB11) deve implementar a negociação de criptomoedas para a sua base de clientes nos próximos meses, de acordo com as informações reveladas pelo presidente do banco, Mario Leão, em entrevista a Folha de São Paulo.

“A gente reconhece que é um mercado que veio para ficar, e não é uma reação necessariamente a concorrentes se posicionando, é simplesmente uma visão de que o nosso cliente tem demanda por esse tipo de ativo, então a gente tem que encontrar a forma mais correta e mais educativa de fazê-lo.”

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O posicionamento dos concorrentes, que foi citado pelo executivo, diz respeito às movimentação de outros grandes bancos para entrar no mundo das criptomoedas.

No início de julho, o Itaú (ITUB4) anunciou o lançamento de sua plataforma de tokenização de ativos, a Itaú Digital Assets. A XP divulgou que também trará ao mercado um sistema que permite a negociação de bitcoin e ethereum, chamado de XTAGE.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O Nubank começou a oferecer o serviço de compra de criptoativos há menos de um mês e anunciou, no início da semana, que atingiu um milhão de clientes no segmento.

Compartilhe esta publicação: