Grab é avaliada em US$ 40 bilhões após maior fusão via SPACs do mundo

Tomohiro Ohsumi/Getty Images
Tomohiro Ohsumi/Getty Images

Com essa transação, o cofundador da Grab, Anthony Tan, pretende expandir a companhia em novos setores, aumentar a participação de mercado e investir em economias de alto crescimento

A Grab Holdings, maior empresa de transporte urbano e de entregas por aplicativo do sudeste da Ásia, anunciou hoje (13) acordo para uma fusão com a empresa de propósito específico Altímetro Growth Corp, assegurando uma avaliação de quase US$ 40 bilhões que abre caminho para uma listagem dos Estados Unidos.

A fusão, o maior acordo com uma empresa de aquisição de propósito específico (SPAC, na sigla em inglês) da história, ressalta o frenesi em Wall Street em torno da sigla, já que as “SPACs” levantaram US$ 99 bilhões nos EUA até agora este ano, após um recorde de US$ 83 bilhões em 2020.

LEIA TAMBÉM: Veja como a realidade virtual e aumentada estão promovendo uma incrível transformação na indústria de viagens

O acordo da Grab com a spac da Altimeter Capital inclui investimento privado de mais de US$ 4 bilhões por investidores que incluem BlackRock, Fidelity International, Janus Henderson Investors e Temasek Holdings.

O investimento será liderado por fundos administrados pela Altímetro Capital, que vão aportar US$ 750 milhões. As transações proporcionarão à Grab cerca de US$ 4,5 bilhões em dinheiro. A Grab disse que sua decisão de se tornar uma empresa pública foi impulsionada por um forte desempenho financeiro em 2020, apesar da pandemia.

O marca anúncio uma grande vitória para os primeiros investidores da Grab, que incluem o Grupo SoftBank e o rival chinês Didi Chuxing. A Grab foi avaliada em pouco mais de US$ 16 bilhões no ano passado.

O aumento no valor da empresa valida a estratégia do cofundador da Grab, Anthony Tan, de explorar agressivamente o crescimento em novos setores e aumentar a participação de mercado ao injetar bilhões de dólares para localizar seus serviços e investir em economias de alto crescimento.

VEJA MAIS: Após novo aporte, Ramp é avaliada em US$ 1,6 bilhão

Com operações em oito países e 398 cidades, Grab é a startup mais valiosa do Sudeste Asiático.

A Grab, cuja receita líquida cresceu 70% no ano passado, ainda não se tornou lucrativa. Mas a companhia espera que seu maior segmento – entregas de comida – se equilibre até o final de 2021, à medida que mais consumidores adotem a entrega de refeições após a pandemia.

A empresa teve receita líquida ajustada de US$ 1,6 bilhão de dólares em 2020 e prevê alta para US$ 4,5 bilhões em 2023. Uma companhia espera ter lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) em 2023. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).