Lego e Fortnite criarão metaverso para família e crianças

A parceria entre a marca dinamarquesa e a dona de um dos maiores jogos da atualidade ampliará o desenvolvimento de universos imersivos.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Reprodução

Fortnite e Lego é mais uma parceria que visa a aplicação os games na educação

Acessibilidade


A Lego Group e a Epic Games, dona de Fortnite, anunciaram uma parceria de longo prazo para desenvolver um metaverso “seguro e divertido para crianças e a família”. As duas empresas se unirão para construir uma experiência digital imersiva que possa ser segura para crianças e os pais.

“As crianças gostam de brincar nos mundos digital e físico e se movem perfeitamente entre os dois. Acreditamos que há um enorme potencial para eles desenvolverem habilidades ao longo da vida, como criatividade, colaboração e comunicação por meio de experiências digitais. Mas temos a responsabilidade de torná-los seguros, inspiradores e benéficos para todos. Assim como protegemos os direitos das crianças ao brincar no mundo físico por gerações, estamos comprometidos em fazer o mesmo com o brincar digital. Estamos ansiosos para trabalhar com a Epic Games para moldar esse futuro emocionante e divertido”, diz Niels Christiansen, CEO da Lego Group.

LEIA TAMBÉM: Escolas apostam no jogo Roblox como ferramenta de ensino

Para Tim Sweeney, CEO e fundador da Epic Games, “o LEGO Group cativou a imaginação de crianças e adultos por meio de brincadeiras criativas por quase um século, e estamos empolgados em nos unir para construir um espaço no metaverso que seja divertido, divertido e feito para crianças e famílias.”

O uso de games no ensino

Escolas brasileiras, principalmente as especializadas em programação e tecnologia, vêm aplicando games nas dinâmicas de ensino. Rafael Lagrange, coordenador pedagógico da SuperGeeks, explica que o Roblox, em sua escola, é utilizado com o objetivo de ensinar o aluno a programar e a entender a lógica de programação. “A ideia é estimular a criatividade do aluno por meio da criação de um próprio cenário e dos seus próprios scripts. Durante as aulas eles criam personagens e itens, ou seja, coisas que podem adicionar em seus jogos e também utilizar para venda.”, explica.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A plataforma possui o Roblox Studio, ferramenta de desenvolvimento que permite aos alunos criarem seus próprios mecanismos e jogos. “O Roblox trabalha muito com uma comunidade proativa. Por exemplo, se ocorre o lançamento de um filme da Marvel, eles criam os itens que aparecem no filme, programam seus mecanismos e depois replicam em jogos. Dessa forma, a comunidade do Roblox acaba criando muita coisa para o próprio jogo”, detalha Rafael.

Compartilhe esta publicação: