Shopee reduz prerda por entrega em 45% no Brasil no 1º tri

Compartilhe esta publicação:

(Reuters) – A Sea, dona da Shopee, disse que sua operação de comércio eletrônico diminuiu quase pela metade a perda por entrega no Brasil nos três meses encerrados em março ante um ano antes, segundo balanço divulgado nesta terça-feira.

Acessibilidade


No documento, a empresa com sede em Cingapura afirmou que teve perda trimestral operacional medida pelo Ebitda ajustado por entrega, excluindo despesas comuns administrativas, de 1,52 dólar, uma melhora “de mais 45%” em base anual.

O Ebitda, sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, é um indicador de resultado operacional.

A Shopee é uma das marcas estrangeiras de comércio eletrônico que vêm expandindo no país, mas divulga poucos dados detalhados sobre a operação local, onde enfrenta nomes como Magazine Luiza e Americanas, num cenário de juros e inflação alta.

A Sea também destacou no balanço que o aplicativo da Shopee manteve no trimestre a liderança de downloads e tempo gasto por usuários do segmento no Brasil, enquanto ficou na segunda posição em média mensal de usuários ativos. A empresa, que atribuiu os dados à data.ai, também disse que em março e abril liderou o ranking do setor em usuários ativos mensais.

Os dados da data.ai são gerados a partir de fontes incluindo o Google Play e a lojas de aplicativos de IOS, disse a empresa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Um levantamento do Citi mostra um cenário menos otimista. Segundo relatório divulgado por analistas do banco na semana passada, os downloads da Shopee caíram 32% no Brasil em abril na comparação anual, após quedas leves em março e fevereiro.

A tendência de recuo em downloads, segundo o Citi, é vista em todas as empresas monitoradas. Já no tráfico de consumidores em seu site, a Shopee performou acima dos pares, com crescimento de 74% em abril ano a ano, ainda que a indústria aponte queda.

A Shopee recebeu em maio aval do Banco Central (BC) para operar como instituição de pagamentos no Brasil.

RESULTADOS SEA

A Sea, que também opera a SeaMoney, de serviços financeiros, e a unidade de jogos Garena disse que sua receita total de comércio eletrônico no trimestre cresceu 64,4% ano a ano.

No trimestre, a empresa saiu de Índia e França, enquanto custos crescentes e problemas na cadeia de suprimentos também tiveram impacto, levando as ações da Sea a caírem 70% neste ano.

A Sea ampliou a projeção de receita de comércio eletrônico para 2022 para entre 8,5 bilhões e 9,1 bilhões de dólares, de entre 8,9 bilhões a 9,1 bilhões esperados anteriormente.

O prejuízo líquido da empresa, no entanto, aumentou para 580,1 milhões de dólares, de 422,1 milhões de dólares em igual período de 2021. Excluindo itens, a empresa teve prejuízo por ação de 1,04 dólar, em comparação com a estimativa média dos analistas de prejuízo de 1,23 dólar por ação.

(Por Yuvraj Malik, em Bengaluru, e Anshuman Daga, em Cingapura; reportagem adicional André Romani)

Compartilhe esta publicação: