De olho no metaverso, Bianca Andrade lança a avatar Pink

Influenciadora virtual foi criada pela Biobots, startup responsável pelo desenvolvimento da Satiko, persona digital da Sabrina Sato

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Reprodução

A Pink foi desenvolvida pela Biobots, startup responsável pela criação de Satiko, avatar de Sabrina Sato

Acessibilidade


A empresária Bianca Andrade, fundadora da Boca Rosa Company, holding da Boca Rosa Beauty, anuncia hoje (25) o lançamento da Pink, influenciadora virtual que será mais uma nova forma de a “Boca Rosa” se conectar com seus seguidores. Bianca é Forbes Under 30 2017 e integrante da lista de Mulheres de Sucesso em 2021.

A Pink foi desenvolvida pela Biobots, startup responsável pela criação de Satiko, avatar de Sabrina Sato, em novembro do ano passado. Bianca Andrade atribui à Pink a função de diretora de marketing e criatividade da Boca Rosa Company. O time de imagem da Pink é composto por Daniel Ueda, Joana Wood, Fernando D’Araujo e Guilherme Brasileiro.

“Eu sempre digo que quem inova, lidera mercado. É um dos lemas que levo para a minha vida e essa é a minha intenção com a Pink. A Boca Rosa Company já é referência em inovação e esse é mais um passo para estarmos sempre à frente do nosso tempo. A Pink será um alter ego meu e, a partir daí, o céu é o limite. Estou realizando o sonho de poder me multiplicar pra fazer tudo o que almejo como influenciadora e com as minhas marcas. A Pink é um avatar que tem responsabilidade social e o objetivo de levar inovação. Ela vai liderar os projetos da holding Boca Rosa Company que envolve minhas marcas Boca Rosa Beauty e Hair. como diretora de marketing e criatividade”, diz Bianca Andrade.

Leia mais: Criador da Satiko fala sobre como não banalizar o uso de avatares e NFTs

Daniel Ueda, inclusive, trabalhou, no ano passado, no projeto de Free Fire com a São Paulo Fashion Week transformando skins do jogo em quase 20 modelos. De acordo com Bianca, o objetivo com a Pink é ter uma persona que possa ampliar seu alcance, mas que tenha suas próprias opiniões e vivências. Com mais de 18,1 milhões de seguidores no Instagram, 2,1 milhões no TikTok e 5,7 milhões no YouTube, Bianca Andrade pretende, com a Pink, também ampliar sua presença digital.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Reprodução

Pink

Para dar vida à Pink, a Biobots e a Boca Rosa Company contam cum uma equipe de oito especialistas, entre especialistas, estilistas, programadores e designers. O valor estimado para o desenvolvimento de um avatar está entre R$ 45 mil e R$ 90 mil. O projeto prevê a expansão de produtos digitais que ainda incluem NFT, projetos com marcas e experiência integrada.

Heitor Miguel, sócio e diretor de tecnologia da Biobots, reforçou, em entrevista à Forbes Brasil,  que o maior desafio na criação de uma iniciativa de NFT ou mesmo um avatar, é entender se a celebridade, atleta ou marca possuem uma comunidade forte para se engajar com a coleção e a tecnologia. “Por isso, antes de iniciar qualquer projeto, temos especialistas para pesquisar se o cliente tem os requerimentos para que seja um projeto de sucesso duradouro. Outro ponto também é a marca ou celebridade entender a tecnologia e saber que o projeto será uma ferramenta poderosa de gestão da sua comunidade, em contato com os fãs ou clientes. Isso significa que, após o lançamento, é preciso manter a administração e incluir novidades nesta coleção”, explica Heitor.

Avatares em alta

Com a popularização do termo metaverso, e a ampliação de iniciativas voltadas ao mundo digital, avatares têm ganhado ainda mais projeção na estratégia de celebridades e influenciadores.  A Lu, avatar da rede Magazine Luiza, uma das primeiras no Brasil foi eleita, em maio, pelo site Virtual Humans, por meio do levantamento The Most-Followed Virtual Influencers of 2022, como a influenciadora virtual mais seguida do mundo com aproximadamente 55 milhões de seguidores somados nas redes sociais. A personagem foi criada em 2003 e, desde então, vem sendo aprimorada pela equipe de social e influência da companhia.

Olhando para os números de forma separada por redes, Lu tem 15 milhões de seguidores no Facebook, 1,3 milhão no Twitter e mais de 2,6 milhões no YouTube. Sem contar TikTok, Tinder e outras plataformas de interação. Em novembro do ano passado, em uma das datas mais importante para o Magazine Luiza, a Lu chegou a interagir com a cantora Anitta no palco da Black Friday, em um projeto desenvolvido pela Globo.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: