Colheita de soja 2020/21 da Argentina atinge 85,4%, diz Bolsa

O resultado foi impulsionado pelo clima favorável das últimas semanas.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Agustin Marcarian/Reuters
Agustin Marcarian/Reuters

A falta de chuvas permitiu que as colheitadeiras se movimentassem rapidamente pelos campos, sem risco de atolamento

Acessibilidade


Os agricultores da Argentina colheram até o momento 85,4% da soja semeada na temporada 2020/21, com rendimento médio de 2,75 toneladas por hectare, disse hoje (20) a Bolsa de Cereais de Buenos Aires.

A colheita da oleaginosa, acompanhada por clima favorável nas últimas semanas, totaliza até agora 38,7 milhões de toneladas, informou a entidade em relatório semanal. O prognóstico total para a safra foi mantido inalterado, em 43 milhões de toneladas.

LEIA MAIS: Previsão de tempo seco na Argentina dissipa temores de perdas na soja

“Ajudada pelas boas condições climáticas, a colheita de soja avançou 14,8 pontos percentuais durante a última semana”, destacou a Bolsa.

A falta de chuvas permitiu que as colheitadeiras se movimentassem rapidamente pelos campos, sem risco de atolamento.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Já a colheita de milho 2020/21 do país sul-americano avançou para 27,6% da área cultivada, disse a Bolsa, que também manteve sua projeção para a safra do cereal inalterada, em 46 milhões de toneladas.

A Argentina é a terceira maior exportadora de milho do mundo, além de maior fornecedora global de farelo e óleo de soja. (Com Reuters)

</
Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: