Custo do milho leva governo a comprar até 200 mil toneladas para atender a criadores de animais

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (17) uma Medida Provisória que autoriza a transição pela Conab devido ao valor elevado do insumo.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Edwin Remsberg/Getty Images
Edwin Remsberg/Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (17) uma Medida Provisória que autoriza a transição pela Conab devido ao valor elevado do insumo

Acessibilidade


O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (17) uma Medida Provisória que permitirá a compra de até 200 mil toneladas de milho pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) para atender pequenos criadores de animais, em meio a elevados custos com o insumo utilizado na ração.

Segundo comunicado do Ministério da Agricultura, o produto será disponibilizado para os pecuaristas por meio do ProVB (Programa de Venda em Balcão).

LEIA MAIS: nec eleva projeção de exportações de soja e milho do Brasil em agosto

A Conab irá propor o limite máximo de compra por criador e o preço de venda do milho por Estado ou região, que terá como base o valor de mercado, informou a pasta com base na MP.

Também caberá à companhia dimensionar a demanda por milho e realizar leilões públicos de compra ou remoção de estoque do cereal.(Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: