Oito aplicativos do Agro para facilitar o gerenciamento de seu negócio

Softwares disponíveis no celular ajudam em tarefas de logística, controle de pragas, saúde animal e outras.

Erich Mafra
Compartilhe esta publicação:
Wenderson Araújo/CNA
Wenderson Araújo/CNA

Softwares disponíveis no celular ajudam em logística, controle de pragas, saúde animal e outras importante tarefas do agronegócio

Acessibilidade


Em um mundo cada vez mais digital, a busca por soluções para simplificar a vida ou incrementar resultados já faz parte do cotidiano. No agronegócio brasileiro não é diferente, com o Brasil no bloco da frente da digitalização deste setor. Um estudo da consultoria McKinsey revela que, em termos globais, o agricultor brasileiro foi o que mais utilizou os meios digitais (aplicativos, softwares etc.) para a realização de suas tarefas em 2020.

“O Brasil obteve, de longe, o maior salto na adoção da digitalização em empresas de B2B (business-to-business), que vendem produtos ou prestam serviços para outras empresas”, afirmou Nelson Ferreira, sócio-sênior e líder de Agronegócios da McKinsey na América Latina, na divulgação do estudo em maio deste ano. O crescimento da presença de agtechs desde 2019 também reforça a importância da tecnologia para o agronegócio. Segundo a pesquisa Radar Agtech Brasil 2020/2021, o número deste tipo de startups cresceu 40% no período, chegando a 1.574.

LEIA TAMBÉM: 10 foodtechs que estão ajudando na guerra contra o desperdício de alimentos

Além do apoio de agtechs e de novas tecnologias embarcadas, o agricultor também se digitaliza através do uso de aplicativos que o auxiliam na realização de tarefas como gestão de riscos, controle de pragas, transporte de cargas, entre outros. Apps como “Zarc – Plantio Certo” e “BASF Agro”, entre outros, possuem mais de 10.000 download na loja Google Play, mostrando que a busca por ferramentas digitais do agronegócio não é mais um tendência e sim uma realidade.

Confira abaixo oito aplicativos disponíveis no Google Play e Apple Store que podem facilitar importantes tarefas do Agro:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
  • Paulo Kurtz/Embrapa

    Zarc – Plantio Certo

    Desenvolvido pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), o aplicativo gratuito “Zarc – Plantio Certo” mostra quais são as melhores datas para o plantio de 43 culturas. A partir de dados do ZARC (Zoneamento Agrícola de Risco Climático), instrumento de política agrícola e gestão de riscos na agricultura, o aplicativo tem o objetivo de “quantificar os riscos decorrentes de condições climáticas adversas e permite a cada município identificar a melhor época de plantio das culturas, nos diferentes tipos de solo e ciclos das culturas, de acordo com as características e necessidades de cada cultura”. Além de ter sido criada pela Embrapa, a metodologia também é adotada pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

  • Divulgação/Tmov

    Tmov: transporte de cargas pesadas e fretes

    Criado pela companhia de logística paranaense Sotran, o aplicativo/plataforma de fretes rodoviários focados no agronegócio “Tmov” pode facilitar questões logísticas. Basicamente, sua função é conectar caminhoneiros à cargas disponíveis, como soja, trigo e milho. Segundo a descrição do aplicativo, seu uso traz vantagens como “economia de tempo, geração de indicadores para acompanhar os resultados do motorista e da frota e maior controle dos produtos transportados”. O sucesso do app é tanto que grandes players como Copersucar, BRF, Yara e Cargill já utilizam os serviços disponibilizados pelo “Tmov”.

  • Divulgação/Embrapa

    Pragueiro – Controles Agrícolas – upCampo

    Para os agricultores, o surgimento de pragas pode significar um dos maiores pesadelos para seu cultivo, mas um aplicativo como “Pragueiro” pode ajudar no controle do problema. Conforme sua descrição, este aplicativo busca “auxiliar agricultores na estratégia MIP (Manejo Integrado de Pragas e Doenças)”, permitindo a manutenção de “pragas/doenças em determinados níveis de equilíbrio que não colocam em risco o meio ambiente, a saúde, a plantação e o lucro do agricultor”. O aplicativo foi criado pela agtech mato-grossense upCampo e é gratuito para o uso pessoal, com limite de 1.000 hectares; para propriedades maiores, a empresa de tecnologia entra em contato com uma proposta de uso profissional.

  • Divulgação/Calagem App

    Calagem App

    Além do cuidado com as pragas, ter um bom solo é vital para um bom rendimento no trabalho do agricultor. O “Calagem App” é simples, mas poderoso: ele realiza cálculos para recomendação de Necessidade e Quantidade de corretivos de acidez através de sete métodos de cálculo de necessidade de calagem e cinco métodos de cálculo para quantidade de calcário. Além do cálculo, o aplicativo para cuidado do solo também fornece uma recomendação em formato de PDF compartilhável com clientes e um fertigrama para um diagnóstico mais dinâmico do estado de fertilidade do solo. Na loja Google Play, o aplicativo custa R$ 9,99.

  • Ascom/CNA

    Ourofino Saúde Animal

    Com portfólio para bovinos, equinos, aves, suínos, cães e gatos, o aplicativo da Ourofino Saúde Animal, sediada em Cravinhos (SP), é uma plataforma voltada para os criadores de animais. Além de possuir um marketplace para os produtos de saúde da empresa e indicar o local da revenda mais próxima, o app apresenta materiais como boletins técnicos e vídeos sobre doenças e soluções. Outra função é a presença de calculadores para a definição da quantidade de produtos a ser utilizada em IATF (inseminação artificial em tempo fixo), método para elevar a eficiência reprodutiva dos rebanhos.

  • Divulgação/Jacto

    Jacto Connect

    Criada em São Paulo no ano de 1951, a Jacto é uma das empresas do agronegócio que está se adaptando à digitalização e trabalha com a criação de aplicativos para facilitar a vida do produtor rural. Dentre os seis aplicativos da empresa, o “Jacto Connect” é focado em quem é ou quer ser cliente da marca de máquinas agrícolas. Além de unificar os acesso aos produtos e serviços da Jacto, o app possui abas de serviços de suporte ao cliente, pedido de peças, telemetria gratuita, anúncio de venda de equipamentos e até simulações de financiamento. É um interessante investimento da Jacto na fidelização do seu cliente.

  • Reprodução/CompreGados

    CompreGados

    Lançado em 2020, o aplicativo “CompreGados” é um marketplace para quem deseja comprar ou vender bovinos, ovinos, caprinos e equídeos. Os anúncios podem ser criados de maneira gratuita e tornam desnecessária a presença do produtor em um leilão; além de poupar a taxa do leiloeiro. Desde sua criação, o app já movimentou R$ 1,4 bilhão e 466 mil animais, individualmente e em lotes, principalmente nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Goiás e Paraná. O “CompreGados” também afirma promover o bem-estar animal, poupando-o do estresse causado por leilões presenciais.

  • Luis Alvarez/Getty Images

    FarmBox – Gestão Agrícola

    Desenvolvido pela Checkplant Sistemas S.A., empresa de Pelotas (RS), o aplicativo “FarmBox – Gestão Agrícola” é mais uma ferramenta para auxiliar o agricultor a ter maior controle sobre sua propriedade. Através de soluções de ponta a ponta, da semeadura até a colheita, o app indica gargalos, ameaças de pragas e até a organização de informações em tabelas para facilitar a tomada da melhor decisão para sua propriedade. O aplicativo pode ser utilizado tanto pelo proprietário quanto para o técnico agrícola e outros funcionários encarregados da produção.

Paulo Kurtz/Embrapa

Zarc – Plantio Certo

Desenvolvido pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), o aplicativo gratuito “Zarc – Plantio Certo” mostra quais são as melhores datas para o plantio de 43 culturas. A partir de dados do ZARC (Zoneamento Agrícola de Risco Climático), instrumento de política agrícola e gestão de riscos na agricultura, o aplicativo tem o objetivo de “quantificar os riscos decorrentes de condições climáticas adversas e permite a cada município identificar a melhor época de plantio das culturas, nos diferentes tipos de solo e ciclos das culturas, de acordo com as características e necessidades de cada cultura”. Além de ter sido criada pela Embrapa, a metodologia também é adotada pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Compartilhe esta publicação: