Preços do trigo saltam para recordes na Índia e limitam acordos

A oferta nos mercados de grãos foi muito menor do que o normal neste ano

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Colheita de trigo

Os preços locais do trigo indiano saltaram para um recorde de 23.547 rúpias por tonelada

Acessibilidade


Os preços do trigo indiano saltaram para um recorde, apesar da proibição das exportações, em meio à forte demanda e à diminuição da oferta de uma safra prejudicada pela onda de calor.

A alta dos preços reduziu as chances de a Índia fornecer quantidades substanciais de trigo sob acordos de governo com países que lutam para garantir embarques em meio à interrupção no comércio da Ucrânia em função da guerra.

“A maioria dos agricultores vendeu sua safra. Ofertas insignificantes estão sendo vendidas, embora a demanda seja robusta”, disse Gopaldas Agarwal, trader baseado em Indore, no centro da Índia.

Os preços locais do trigo indiano saltaram para um recorde de 23.547 rúpias por tonelada nesta quarta-feira. Isso representa um aumento de quase 12% em relação às baixas recentes que se seguiram à proibição surpresa do governo às exportações, anunciada em 14 de maio.

A oferta nos mercados de grãos foi muito menor do que o normal neste ano, mostrando que a produção de 2022 caiu mais do que o governo havia estimado, disse um negociante de Mumbai com uma empresa de comércio global.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“A estimativa do governo de 106,41 milhões de toneladas não está nem perto da realidade. A oferta sugere uma produção em torno de 95 milhões de toneladas”, disse ele.

O Serviço Agrícola Estrangeiro do Departamento de Agricultura dos EUA estimou a produção de trigo da Índia em 99 milhões de toneladas.

Compartilhe esta publicação: