Conheça as melhores atrações, hotéis e restaurantes de Las Vegas para Beverly Hills

Getty Images
Getty Images

O anoitecer em Las Vegas

A extensão territorial dos EUA e a pluralidade cultural decorrente de sua colonização multifacetada fizeram com que cada um de seus 50 estados – e, em muitos casos, cada uma de suas 30 mil cidades – desenvolvesse uma identidade e uma atmosfera únicas. Às vezes, bastam duas cidades como exemplo para perceber a gritante diferença. E essa percepção é deliciosa e enriquecedora.

Durante nossas últimas férias de fim de ano em família, resolvi que iriamos variar um pouco em relação aos conhecidos roteiros da costa leste americana. Optei, então, por dois destinos bem marcantes no imaginário de todo viajante (inclusive dos próprios norte-americanos): a clássica Beverly Hills e a extravagante Las Vegas.

LEIA MAIS: Conheça 10 resorts de luxo para viagens super exclusivas

A ideia era mostrar, principalmente para as crianças, que existe uma infinidade de opções de lazer fora do eixo Orlando-Miami. Em Los Angeles, nos hospedamos no emblemático Beverly Wilshire (da rede Four Seasons), que, além da imponência, é extremamente bem localizado. Em Las Vegas, optamos pelo luxuoso Encore Hotel, dentro do complexo Wynn
Resorts – uma verdadeira cidade dentro da cidade. Vou falar sobre esses dois destinos a seguir. Mas uma coisa já posso adiantar: quando for programar sua próxima viagem em família para os EUA, go west!

LAS VEGAS, NEVADA

Divulgação Encore
Divulgação Encore

O complexo do Wynn Las Vegas

Começamos nossa viagem pela capital mundial do entretenimento. A primeira impressão que se tem ao chegar lá, com sua infinidade de cassinos, bares, baladas e luzes, é a de um destino voltado à diversão dos adultos. Em grande medida, pode até ser. Mas, desde que Macau, na China, começou a despontar como a meca dos cassinos na Ásia e a disputar a preferência dos jogadores mundo afora, Las Vegas decidiu se reinventar e tornar-se um destino mais familiar, adequado para uma viagem com crianças e adolescentes, aproveitando sua ampla variedade de passeios, shows artísticos e gastronomia.

Uma das peças-chave para garantir que sua viagem em família funcione em Las Vegas é a hospedagem. Nesse quesito, não existe melhor opção que o Encore Tower Suites, que faz parte do luxuoso complexo Wynn Resort, quase no final – e na melhor área – da Las Vegas Strip.

Divulgação Encore
Divulgação Encore

A piscina externa do Wynn Las Vegas

A torre do Encore foi inaugurada em 2008 com nada menos que 1.679 apartamentos – junto às acomodações da torre gêmea irmã (que abriga o hotel Wynn), ambos somam ainda mais impressionantes 4.835 apartamentos. Os quartos são modernos e sofisticados, seguindo uma linha mais clean, com móveis em tons de branco e bege. As enormes janelas com vistas panorâmicas da cidade trazem uma iluminação natural privilegiada. Os banheiros são espaçosos, todos revestidos de mármore e equipados com banheiras e duchas separadas.

Divulgação Encore
Divulgação Encore

A suíte dúplex do Wynn Las Vegas

Voltando às acomodações: há opções de variados tamanhos com diversas facilidades. Você pode se hospedar em uma luxuosa Encore Tower Suite Salon, ideal para um casal, ou em uma suíte dupla ou tripla, como o incrível dúplex com três quartos de mais de 400 metros quadrados, perfeito para as viagens em família.

Divulgação Encore
Divulgação Encore

O spa Encore

A área comum do complexo é uma viagem à parte. São mais de 20 opções de estabelecimentos para jantar, tomar café da manhã ou apreciar um drinque – algumas das melhores opções gastronômicas da cidade estão aqui. Outro atrativo (que minha mulher adorou) são os dois spas, ambos premiados com cinco estrelas no Forbes Travel Guide. Os spas do Encore e do Wynn são diferentes: o primeiro segue uma linha mais holística, com temática oriental influenciada pela cultura indiana (o que é fácil confirmar pelas terapias que ele oferece, como a Bodhi Massage and Visualization, que tem como objetivo reequilibrar os chakras. Há também a interessante opção de fazer tratamentos em casal.

VEJA TAMBÉM: 8 casas de campo de luxo privadas para se hospedar no pós-pandemia

A piscina externa do hotel é ideal para passar várias horas ao sol. Já para quem gosta de jogar golfe ou tem vontade de aprender, o Wynn dispõe de um belo campo com percurso de 18 buracos (o hotel oferece os tacos e carros de golfe, além de vestiários feminino e masculino no local, o que é uma mão na roda).

LE RÊVE

Tomasz Rossa
É inegável que esse é o melhor espetáculo da cidade. Estar hospedado no “palco” do show é uma vantagem e tanto. A apresentação é cheia de efeitos especiais – a começar pelo palco, que emerge e submerge de uma piscina de 8 metros de profundidade. Desde a inauguração do Le Rêve, em 2005, o espetáculo ali apresentado é o “The Dreamer” – que foi inteiro renovado em 2018 (incluíram 13 canções, novas fantasias e também uma nova coreografia que mistura dança, nado e acrobacias aéreas). São 1.600 lugares por noite, mas o must é assistir ao show nos Dream Seats, que tão equipados com um monitor HD que mostra ao espectador todo o behind the scenes dentro da água. Se você tiver que escolher apenas um show em Las Vegas, não pense duas vezes!

BACCHANAL BUFFET

Divulgação

A alusão ao deus grego Baco fica clara ao depararmos com o buffet (servido todos os dias) do tradicional hotel Caesars Palace. São nove tipos de culinária concentrados em um só ambiente, com mais de 500 pratos para escolher – no menu, opções como as pernas do gigantesco king crab (caranguejo real), camarões pistola, dim sum e souflé. Nos fins de semana são servidos alguns pratos especiais – mas as filas de espera também ficam muito grandes.

LAS VEGAS HIGH ROLLER

Divulgação

A High Roller é uma enorme roda-gigante inaugurada em 2014 e atualmente operada pela Caesars Entertainment Corporation. Ela é a segunda maior roda-gigante do mundo (atrás somente da Ain Dubai, nos Emirados Árabes) e fica localizada no Las Vegas The Linq, um complexo de entretenimento em frente ao hotel Caesar Palace. Uma volta completa leva 30 minutos e garante uma vista espetacular da cidade.

BEVERLY HILLS, LOS ANGELES (CALIFÓRNIA)

Divulgação
Divulgação

O clássico Beverly Wilshire Four Seasons Hotel

A charmosa cidade de Beverly Hills, no condado de Los Angeles, é bem mais do que a sua eterna fama de “lar dos famosos”. O clima agradável e os dias ensolarados são quase garantidos. O inverno é bem tolerável (raramente com temperaturas inferiores a 6º C) e o verão é perfeito, com sua média de 27º C.

Reprodução
Reprodução

As cena de “Pretty Woman”, na suíte presidencial da propriedade

A cena gastronômica, hoteleira e cultural da cidade é pontilhada por endereços clássicos, como o próprio Beverly Wilshire. O hotel, inaugurado em 1928, sempre foi a escolha óbvia de celebridades, membros da realeza e da elite internacional. Mas foi eternizado em escala global em 1990 graças ao filme “Pretty Woman” (Uma Linda Mulher), com Julia Roberts e Richard Gere.

E TAMBÉM: Leading Hotels anuncia compromisso “Healthy Stays”, com medidas de limpeza aprimoradas em seus hotéis

Além de toda essa fama cinematográfica, sua localização ajuda a explicar a preferência dos hóspedes: a propriedade fica na intersecção da Wilshire Boulevard com a Rodeo Drive, a passos de distância das principais joalherias (como Harry Winston), butiques grifadas e restaurantes de alto padrão, como o Urasawa.

Divulgação
Divulgação

A Penthouse

São 394 acomodações – das quais 137 suítes, que variam de 37 a 372 metros quadrados. A penthouse – cenário de várias cenas de “Pretty Woman” – segue sendo o quarto mais luxuoso, com seus 400 metros quadrados e varanda panorâmica, a materialização perfeita da antiga e glamourosa Hollywood. Todas as acomodações mantêm o estilo clássico, com uso de madeira escura e decoração em tons claros, banheiros com mármore italiano e vistas para a Rodeo Drive, o bairro de Hollywood Hills e o skyline de Los Angeles.

Nas áreas comuns, destaque para o spa, que recebe, ano após ano, classificação cinco estrelas no Forbes Travel Guide. O menu de tratamentos é exótico, sendo um deles voltado para as dores causadas pelo salto alto e também o techie neck, uma massagem combinada com alongamentos nas áreas que acumulam maior tensão pelo uso excessivo de gadgets tecnológicos (principalmente o celular).

Divulgação
Divulgação

O moderno CUT, do chef Wolfgang Puck

Após uma reforma de US$ 35 milhões, foram adicionados ali um luxuoso bar de coquetéis e o celebrado restaurante CUT, do chef Wolfgang Puck – que tem uma de suas filiais em Londres, na 45 Park Lane, e outra em Nova York, no Four Seasons Downtown. Com uma estrela Michelin, a casa de carnes com approach contemporâneo é superconcorrida (recomendo fazer reserva). Há também, perto do hotel, alguns dos mais celebrados restaurantes de Beverly Hills, como o francês Jean-Georges, na Wilshire Boulevard, ou o pequeno Maude, com uma cozinha mais moderna.

UNIVERSAL STUDIOS

Getty Images
O percurso entre o hotel e o Universal Studios Hollywood leva uns 30 minutos. A melhor forma de aproveitar o dia é utilizar a VIP Experience, que inclui o apoio de um guia privado durante toda a visita e que também auxilia no acesso às filas expressas.

Comece o dia pelo Studio Tour, os bastidores do estúdio mais famoso do mundo. O percurso é feito a bordo de um trenzinho – no caminho, dá para reconhecer algumas produções famosas, como o cenário do filme “Guerra dos Mundos”, e, com sorte, ver as filmagens que estão acontecendo ali na hora (momento no qual os visitantes têm que fazer silêncio absoluto).

E MAIS: Conheça os hotéis vencedores do Forbes Travel Guide de 2019

Outro highlight é o “The Wizarding World of Harry Potter”, que reproduz o universo do pequeno bruxo com perfeição. A visita termina com a montanha-russa “Flight of the Hippogriff”. Estava prevista para março a inauguração de uma área do filme “A Vida Secreta dos Pets” e, em um futuro mais distante, uma atração do “Mario Bros” – que já é superaguardada. A pandemia do coronavírus certamente deve alterar esse cronograma.

DISNEYLAND

Getty Images

O Disneyland Resort da Califórnia fica um pouco mais afastado de Beverlly Hills, um percurso de 59,5 quilômetros até Anaheim, onde estão os parques Disneyland Park (a primeira empreitada do fundador Walt Disney, fundada em 1955) e o Disneyland California Adventure. O parque, que completa seus 65 anos, mescla as atrações clássicas, como a “Matterhorn Bobsleds”, com áreas mais novas, como a “Star Wars: Galaxy’s Edge”. O segundo parque, inaugurado em 2001, tem a simpática “Cars Land”, da animação “Carros”, que comporta a atração “Radiator Springs Racers”, a mais cara já construída no resort – nela foram investidos US$ 200 milhões. Posso dizer que cada centavo valeu a pena.

Reportagem publicada na edição 76, lançada em abril de 2020

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).