Rolex Daytona JPS 6264 alcança US$ 1,5 milhão em venda online recorde

Divulgação/ Sotheby's
Divulgação/ Sotheby's

Rolex Daytona JPS 6264 foi leiloado de 24 a 31 de julho

Um modelo referência ultra raro da Rolex, o Cosmograph Daytona JPS 6264, em ouro 18k, alcançou mais de US$ 1,5 milhão em uma venda online de lote único realizada pela Sotheby’s em Londres. O John Player Special de 1969, foi batizado em homenagem à lendária pintura do carro de Fórmula 1 da década de 1970, por causa de sua cor preta e dourada remetendo a Paul Newman. O preço atingido marcou um novo recorde de leilão para um relógio vendido no Reino Unido, para um Daytona JPS e para um relógio vendido em um leilão online. Também alcançou um dos preços mais altos já pagos por um Daytona.

O relógio, que nunca apareceu em leilão, foi vendido em uma transação online cronometrada, realizada de 24 a 31 de julho. Durante o período de uma semana, o relógio recebeu 17 ofertas de cinco compradores que elevaram seu preço para quase o dobro da primeira estimativa (que já era alta) de US$ 800 mil.

Leia mais: Forbes promove primeiro webinar sobre Saúde Mental nas empresas. Participe

Este relógio combina dois dos recursos mais procurados de um Rolex. Ele possui o raro mostrador Paul Newman e as cores dourado e preto que lembram a marca de cigarros John Player Special e, mais importante, a pintura dos carros de Fórmula 1 dos anos 1970 que eles patrocinaram. Continua sendo uma das combinações de design mais famosas da história dos Grand Prix.

O modelo é um dos poucos que existem, pois foi produzido em números muito pequenos por um curto período de tempo, de acordo com a Sotheby’s.

O modelo JPS combina uma caixa e pulseira de amarelo dourado com uma moldura de acrílico preta e um mostrador preto com sub-registros dourados. As iniciais JPS representam John Player Special, a marca de cigarros que hoje é sinônimo do lendário design preto e dourado que adornou os carros Lotus F-1 de 1972 a 1986.

Alguns dos detalhes do agora icônico mostrador Paul Newman incluem: um cristal de cúpula acrílico, subdials de bloco com marcação em cada interseção do subdial no centro e o segundo subdial às 9 horas marcando as posições 15, 30, 45 e 60.

Divulgação/Sotheby's

A venda marcou a terceira vez desde abril que a Sotheby’s estabeleceu um recorde para um leilão online, de acordo com a casa de leilões. Foi a venda final em uma temporada que arrecadou US$ 48 milhões em 2020.

Esses resultados foram impulsionados por inúmeros recordes de relógios de pulso modernos e antigos, referências históricas de peças antigas e o forte desempenho de novos formatos de leilão, incluindo as vendas da Watches Weekly, lançadas em abril.

Entre os recordes estabelecidos pela casa de leilões até agora neste ano, estão:

1. Recorde para um Daytona automático: o preço foi pago por um relógio cronógrafo de platina Cosmograph Daytona, Reference 16516, possivelmente único. Com mostrador lapis-lázuli hardstone, fabricado por volta de 1999, vendido por US$ 3,3 milhões no leilão ao vivo da Sotheby’s Hong Kong Important Watches, em 11 de julho, quebrando sua alta estimativa de US$ 1 milhão.

2. Recorde de relógio de turbilhão de Abraham-Louis Breguet: para o relógio Tourbillon do rei George III, um dos mais importantes criados pelo famoso relojoeiro, que foi vendido por US$ 2 milhões no leilão da Sotheby’s em Londres em 14 de julho.

Leia também: Pai que ama uísque? Veja 5 presentes temáticos

3. Recorde para um relógio de bolso vendido em um leilão online: para o Dent “Ultra Complication”, um dos relógios mais sofisticados já feitos, de acordo com a casa de leilões. A negociação foi fechada em US$ 832.240.

4. O total mais alto de uma venda de relógios online: na terceira parcela da coleção de referência Masterworks of Time. Foi a primeira venda online já dedicada a relógios de bolso de classe mundial, realizada em junho. O leilão de 125 lotes foi 100% vendido (o que é chamado de “white glove sale” no mundo dos leilões), recebendo US$ 4,5 milhões.

“A venda recorde deste Daytona JPS resume, de várias maneiras, as principais conclusões desta temporada: a ânsia dos colecionadores em adotar novas maneiras de negociar conosco, sua firme confiança em comprar e vender lotes de alto valor online e, é claro, o apetite inabalável por estilo, qualidade e raridade”, disse Sam Hines, chefe mundial da Sotheby’s Watches. “Foi emocionante para nós liderar essa transformação.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).