5 livros recomendados por Bill Gates para 2021

Gates Notes/Divulgação
Gates Notes/Divulgação

Bill Gates faz recomendações de livros sobre clima, educação e saúde global no seu blog “GatesNotes”

Bill Gates pode estar no meio de um grande negócio ou de uma desavença consciente sobre seus laços com Jeffrey Epstein, mas o bilionário cofundador da Microsoft e um dos maiores filantropos do mundo sempre encontra tempo para ler.

Como faz todos os anos, Gates acaba de divulgar sua lista de livros recomendados. “Pego-me procurando livros sobre a complicada relação entre a humanidade e a natureza”, escreveu ele em seu blog “GatesNotes”, teorizando que suas escolhas foram influenciadas pela pandemia de Covid-19 e por seu trabalho na prevenção da mudança climática. “Seja qual for o motivo, a maioria dos livros da minha lista deste ano fala sobre o que acontece quando as pessoas entram em conflito com o mundo ao seu redor.”

LEIA TAMBÉM: Plataformas de autopublicação de livros ganham impulso na pandemia

Em contraste com as recomendações de 2020, que era toda formada por obras de não ficção, Gates, desta vez, incluiu um romance.

Veja, na galeria de fotos a seguir, as indicações de leitura do bilionário para 2021:

  • “Lights Out: Pride, Delusion, and the Fall of General Electric”, de Thomas Gryta

    A obra (“Luzes Apagadas”: Orgulho, Ilusão e a Queda da General Electric”, em tradução livre, sem versão em português) é um mergulho profundo na “queda” da General Electric, como Gates a descreve, oferece um “olhar inflexível” para os “erros e passos em falso” cometidos pela liderança da empresa. “O livro finalmente me deu muitas das respostas que eu procurava sobre como uma empresa tão grande e bem-sucedida como a GE poderia falir”, escreveu Gates. Ele o recomenda como uma oportunidade de aprendizado para qualquer pessoa em uma função de liderança.

    Houghton Mifflin/Divulgação
  • “Under a White Sky: The Nature of the Future”, de Elizabeth Kolbert

    Gates descreve a não-ficção “Sob um Céu Branco: A Natureza no Futuro”, na versão em português, como o exemplo “mais direto” de “humano versus a natureza”, com detalhes sobre uma variedade de métodos, incluindo um tipo de engenharia genética e geoengenharia, pelos quais as pessoas interferem diretamente com o ar livre. “Como todos os seus livros, é uma leitura agradável”, diz ele sobre a escritora de longa data da “The New Yorker”.

    Divulgação
  • “A Promised Land”, de Barack Obama

    “Uma Terra Prometida”, na versão em português, é a primeira das duas memórias do 44º presidente dos Estados Unidos. Segundo Gates, a obra é “excepcionalmente honesta” sobre a experiência na Casa Branca, incluindo “como é isolar a pessoa que, em última análise, dá as ordens”. O livro cobre o mandato de Barack Obama até a missão de 2011, que matou Osama bin Laden, e é classificado pelo bilionário como um “olhar fascinante” sobre como o presidente conduziu o país e sua família em tempos difíceis.

    Divulgação
  • “The Overstory”, de Richard Powers

    O único romance a fazer parte da lista de leituras de verão de Bill Gates (“um dos mais incomuns” lido em anos, diz ele) conta a história da vida de nove pessoas e suas conexões com as árvores. “Apesar da visão bastante extrema da necessidade de proteger as florestas, fui movido pela paixão de cada personagem e terminei a leitura ansioso para aprender mais”, diz o bilionário sobre a obra, que não tem versão em português.

    Divulgação
  • “An Elegant Defense: The Extraordinary New Science of the Immune System: A Tale of Four Lives”, de Matt Richtel

    “Uma Defesa Elegante: A Extraordinária História de Como o Organismo se Defende de Doenças” (em tradução livre, sem versão em português) é uma análise pré-pandêmica do sistema imunológico humano e, segundo Gates, “uma leitura valiosa que o ajudará a entender o que é necessário para impedir a Covid-19”. Richtel, um escritor do “New York Times”, relata a história de quatro pessoas forçadas a gerenciar seus sistemas imunológicos por meios diferentes, um artifício que Gates diz que mantém o assunto “acessível”, mas “superinteressante”.

    Texas Standard/Divulgação

“Lights Out: Pride, Delusion, and the Fall of General Electric”, de Thomas Gryta

A obra (“Luzes Apagadas”: Orgulho, Ilusão e a Queda da General Electric”, em tradução livre, sem versão em português) é um mergulho profundo na “queda” da General Electric, como Gates a descreve, oferece um “olhar inflexível” para os “erros e passos em falso” cometidos pela liderança da empresa. “O livro finalmente me deu muitas das respostas que eu procurava sobre como uma empresa tão grande e bem-sucedida como a GE poderia falir”, escreveu Gates. Ele o recomenda como uma oportunidade de aprendizado para qualquer pessoa em uma função de liderança.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).