Rússia abre processo contra Facebook e Twitter

Getty Images
Redes sociais não se manifestaram como planejam cumprir as leis do país

Um órgão de comunicação da Rússia declarou hoje (21) que o país está abrindo processos administrativos contra o Twitter e o Facebook por não terem explicado como planejam cumprir as leis de dados locais, de acordo com a agência de notícias Interfax.

LEIA MAIS: Rússia abre processo civil contra Google

O Serviço Federal de Supervisão de Comunicações, Tecnologia da Informação e Mídia de Massa disse, ainda, que as empresas não explicaram como e quando cumprirão a legislação que exige que todos os servidores usados para armazenar dados pessoais dos russos estejam localizados no país.

Alexander Zharov, chefe do órgão federal russo responsável pela censura aos meios de comunicação, afirmou que as empresas têm um mês para fornecer informações, caso contrário ações serão tomadas contra elas.

A Rússia introduziu leis mais rígidas para o uso da internet nos últimos cinco anos, exigindo que mecanismos de busca deletem alguns resultados, que sites compartilhem chaves criptográficas com autoridades de segurança e que redes sociais armazenem dados pessoais de usuários russos em servidores dentro do território.

No momento, as únicas ferramentas que a Rússia tem para reforçar as leis de dados são multas, que tipicamente chegam a milhares de dólares, ou bloqueios dos serviços online, opção que implica em dificuldades técnicas.

Em novembro do ano passado, fontes disseram à Reuters que a capital Moscou pretende impor multas maiores às empresas de tecnologia que não cumprem as leis russas.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).