Azul desiste de parceria com Correios

Getty Images
Acordo previa a criação de uma empresa de logística integrada para cargas

A companhia aérea Azul anunciou ontem (26) que desistiu da parceria planejada com os Correios para a criação de uma empresa de logística integrada.

LEIA MAIS: Azul paga US$ 105 mi por ativos da Avianca Brasil

Em fato relevante, a Azul alegou que a receita da Azul Cargo Express cresceu 57% no ano passado, expansão superior ao projetado quando iniciou as discussões com os Correios.

“Como resultado, a companhia acredita que é de seu interesse ter flexibilidade para celebrar outros acordos comerciais mais favoráveis, assim como participar de futuros processos de licitação competitiva dos Correios para o transporte de cargas”, afirmou a Azul no documento, adicionando que a suspensão do plano não impacta suas projeções financeiras para 2019.

John Rodgerson, presidente-executivo da Azul, afirmou que, apesar de o acordo não ter sido desfeito, prevê continuar expandindo a base de clientes.

“Com a adição de aeronaves de nova geração, que possuem maior compartimento de carga, esperamos ver uma contribuição significativa de margem proveniente da nossa unidade de negócio de cargas nos próximos anos”, afirmou o executivo no documento.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).