Montadoras e Califórnia fazem acordo sobre regras de emissões de poluentes

Gettyimages/DuKaiphotographer
Ford, BMW, Volkswagen e Honda chegaram a um acordo para adoção de regras sobre emissões de poluentes por veículos

VEJA TAMBÉM: Toyota e Suzuki fazem parceria para carros elétricos

Ford, BMW, Volkswagen e Honda anunciaram hoje (25) que chegaram a um acordo voluntário com o Estado norte-americano da Califórnia para a adoção de regras sobre emissões de poluentes por veículos.

O acordo que reconhece autoridade da Califórnia para estabelecer regras sobre emissões de veículos vai contra o plano da Casa Branca de tirar esse direito do Estado.

“Garantir que os veículos dos Estados Unidos sejam eficientes, seguros e acessíveis é uma prioridade para todos nós”, afirmaram as montadoras em um comunicado conjunto.

O governo de Donald Trump, em agosto de 2018, propôs a revogação do direito legal da Califórnia de impor seus próprios padrões estaduais para emissões de poluentes ou exigir um número crescente de veículos elétricos. O governo Trump argumenta que a legislação federal deveria impedir a Califórnia de estabelecer suas próprias regras.

Como parte desse plano, a Agência de Proteção Ambiental dos EUA e a Administração Nacional de Segurança de Tráfego garantiram o congelamento das exigências de emissões de carros e caminhões novos a níveis de 2020 até 2026. A proposta não deve ir à Casa Branca para revisão final por pelo menos várias semanas, disseram pessoas informadas sobre o assunto.

“Uma solução de 50 Estados sempre foi o nosso caminho preferido e entendemos que qualquer acordo envolve comprometimento”, disseram as montadoras no comunicado conjunto.

“Esses termos fornecerão às nossas empresas a certeza regulatória necessária, permitindo-nos atender aos requisitos federais e estaduais com uma única frota nacional, evitando uma série de regulamentações, enquanto continuamos a garantir reduções significativas de emissões de gases de efeito estufa.”

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).