Dólar tem pouca variação ante real

Getty Images
Às 11:52, a moeda norte-americana recuava 0,09%, a R$ 4,0843 na venda

O dólar mostrava pouca variação ante o real hoje (16), em dia marcado por cautela nos mercados externos em meio à disparada nos preços do petróleo, após ataques a instalações na Arábia Saudita, e a dados chineses que fortaleceram temores sobre a desaceleração na segunda maior economia do mundo.

LEIA MAIS: Dólar encerra em alta após três dias de perdas

Às 11:52, a moeda norte-americana recuava 0,09%, a R$ 4,0843 na venda. Na B3, o dólar futuro de maior liquidez rondava a estabilidade, a R$ 4,0865.

Os preços do petróleo subiram quase 20% na máxima desta segunda, após um ataque a instalações de refino na Arábia Saudita que cortou mais de 5% da oferta global do óleo.

As tensões se intensificaram depois que o presidente norte-americano, Donald Trump, disse que os Estados Unidos estão preparados para uma possível resposta ao ataque, após uma importante autoridade do governo dos EUA apontar o Irã como responsável.

Para Jefferson Laatus, sócio e fundador do Grupo Laatus, o mercado ainda está tentando entender o que aconteceu e, diante de toda cautela em torno da situação, é esperada volatilidade ao longo da sessão.

“Há um grande sentimento de incerteza atrelado à questão. Os investidores estão na dúvida se buscam por proteção ou não e isso é o que está direcionando o mercado hoje.”

As moedas de importadores de petróleo, como Turquia e Índia, se enfraqueciam. Contra uma cesta de moedas, o dólar subia 0,32%, a 98,574.

VEJA TAMBÉM: Dólar encerra sua terceira sessão consecutiva de queda

Também permanecia no radar a reunião do Federal Reserve em 17 e 18 de setembro para sua decisão de política monetária. Os juros futuros dos EUA indicavam que operadores veem 70,4% de chance de o Fed cortar juros em 0,25 ponto percentual na próxima reunião, de acordo com a ferramenta Fedwatch do CME Group.

Na cena doméstica, o BC vendeu todos os US$ 580 milhões ofertados em moeda física nesta segunda-feira e negociou ainda todos os 11.600 contratos de swap cambial reverso ofertados – nos quais assume posição comprada em dólar.

O mercado também estará atento à reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que divulga sua decisão de política monetária no mesmo dia que o Fed.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).