Cia Hering tem queda de vendas no 4º trimestre

BalançosForbes
BalançosForbes

A Hering foi surpreendida por uma “ressaca” de Black Friday que se estendeu até depois da metade de dezembro

A Cia Hering divulgou hoje (20) queda de 5,2% no faturamento bruto do quarto trimestre sobre o mesmo período de 2018, a R$ 502,9 milhões, impactada por “ressaca” acima da esperada nas vendas após a Black Friday.

A companhia, que vinha registrando alta nas vendas mesmas lojas nos últimos sete trimestres, teve queda de 4% no quesito nos três últimos meses do ano passado.

LEIA MAIS: Ibovespa oscila, mas varejistas disparam

“O quarto trimestre foi marcado por desempenho positivo das vendas em outubro e novembro. Esta performance positiva influenciou o desempenho aquém do esperado no mês de dezembro”, afirmou a Cia Hering em relatório operacional.

“A ressaca de vendas após a Black Friday já era esperada em razão da antecipação de parte das compras, entretanto este movimento se estendeu mesmo após a segunda quinzena de dezembro”, afirmou a empresa, citando que 60% das vendas do quarto trimestre costumam ocorrer em dezembro.

As vendas da marca Hering recuaram 5% no período, para R$ 382,5 milhões, enquanto o faturamento da PUC caiu 32,7%. Hering Kids e Dzarm tiveram crescimentos de 0,7% e 7,1%, respectivamente.

LEIA TAMBÉM: Ibovespa oscila com bolsas dos EUA fechadas

As vendas de lojas próprias da empresa recuaram 1,9% no período, “apesar de aumento de fluxo nas lojas”. Já as vendas para franquias recuaram 5,2%, com fechamento líquido de 13 lojas nos últimos 12 meses. No canal multimarcas, a queda nas vendas foi de 13% “devido ao menor número de clientes”.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).