Moeda rara de Eduardo 8º é comprada por £ 1 milhão

Picture Alliance/GettyImages
Picture Alliance/GettyImages

Moeda ainda é aceita como dinheiro corrente no Reino Unido

Uma moeda rara de Eduardo 8º de 1937 foi comprada por um colecionador particular por £ 1 milhão (US$ 1,31 milhão), o que a tornou a moeda britânica mais cara da história.

A moeda é uma das seis preparadas pela Casa Real da Moeda quando Eduardo se tornou rei em 1936 e deveria ser produzida em massa para circulação geral a partir de 10 de janeiro de 1937.

VEJA TAMBÉM: Maior coleção particular de uísque irá a leilão por US$ 10 milhões

Mas ele abdicou em dezembro de 1936 para se casar com a divorciada norte-americana Wallis Simpson, e por isso a produção foi cancelada e a cunhagem com seu rosto estampado jamais entrou em circulação.

Eduardo 8º insistiu que o retrato mostrasse seu lado esquerdo, que ele preferia, rompendo a tradição de cada monarca encarar a direção oposta de seu antecessor.

A peça é um soberano, um tipo de moeda de ouro com valor de face de uma libra. Ela não circula mais, mas ainda é aceita como moeda corrente no Reino Unido.

Feita com ouro de 22 quilates, ela é ligeiramente menor e mais leve do que uma moeda moderna de uma libra, medindo 22 milímetros de diâmetro e pesando 7,98 gramas.

E AINDA: Quadro de Banksy é vendido em leilão por mais de US$ 12 milhões

“O soberano Eduardo 8o é uma das moedas mais raras e colecionáveis do mundo, então não surpreende que tenha estabelecido um novo recorde de cunhagem britânica”, disse Rebecca Morgan, chefe dos serviços de colecionadores da Casa Real da Moeda de 1.100 anos.

Das seis fabricadas, quatro estão em museus e instituições e duas em mãos particulares.

A existência dela não era conhecida até 1970, quando foram trancadas e não era parte da coleção do musei da Casa Real da Moeda, devido à sensibilidade da abdicação de Eduardo.

A Casa Real da Moeda fez contato com um colecionador dos Estados Unidos para levar a moeda em questão de volta ao Reino Unido para o novo comprador.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).