MRV tem alta de 6% em lançamentos no 4º tri

Balanço
A empresa afirmou que a concentração dos lançamentos ocorreu em dezembro

A MRV teve alta de 6,3% nos lançamentos de imóveis residenciais no quarto trimestre do ano passado ante o mesmo período de 2018, mas as vendas recuaram 9,9% na mesma comparação, informou a construtora hoje (16).

A empresa afirmou que a concentração dos lançamentos ocorreu em dezembro e, por isso, acredita que as vendas do primeiro trimestre deste ano poderão ser beneficiadas por este fator.

Os lançamentos da MRV nos três últimos meses do ano passado corresponderam a R$ 2,37 bilhões (14 mil unidades) e as vendas foram de R$ 1,38 bilhão de reais (8.733 unidades). O preço médio por apartamento vendido avançou 3,3% na comparação anual, para R$ 158 mil.

LEIA MAIS: Que companhia acaba de atingir US$ 1 tri? Dê um Google

A companhia encerrou 2019 com o menor volume de distratos dos últimos anos, R$ 489 milhões, um recuo de 50,6% no comparativo com 2018.

A empresa registrou no quarto trimestre queima de caixa de R$ 34,1 milhões, diante de um “forte ritmo de produção, aliado ao momento de expansão que a companhia está atravessando”.

A MRV construiu 39.660 apartamentos em 2019, um crescimento de 7,3% sobre 2018 e de cerca de 20% ante 2017. No trimestre, porém, a empresa teve baixa de 8,3% nas unidades produzidas na relação anual e queda de 9,1% sobre os três meses imediatamente anteriores.

O desembolso com terrenos em 2019 foi de R$ 685,5 milhões, alta de 41,5% sobre o ano anterior. A MRV tem meta de operar num ritmo de 50 mil unidades produzidas por ano e está focando na aquisição de terrenos destinados a empreendimentos de seu braço de aluguéis de apartamentos Luggo e produtos passíveis de financiamentos pelo SBPE.

O banco de terrenos total da MRV cresceu 5,6% no quarto trimestre na comparação anual, para R$ 52,5 bilhões, suficiente para 326,77 mil unidades.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).