Trump avalia cancelar voos domésticos nos EUA para locais mais afetados por coronavírus

Tom Brenner/Reuters
Plano de Trump pode interromper o tráfego nos aeroportos de Nova York, Nova Orleans e Detroit

O presidente norte-americano, Donald Trump, disse ontem (1) que está considerando um plano para interromper voos para locais nos Estados Unidos mais afetados pelo coronavírus, em uma batalha para conter uma pandemia prevista para matar pelo menos 100.000 pessoas no país.

“Certamente estamos analisando, mas uma vez que você faz isso, está realmente reprimindo uma indústria que é desesperadamente necessária”, disse Trump em entrevista na Casa Branca.

LEIA MAIS: “Receita para o desastre”: Bill Gates pede isolamento estrito para combater coronavírus nos EUA

É possível que esse plano interrompa o tráfego nos aeroportos de Nova York, Nova Orleans e Detroit.

“Estamos olhando para a coisa toda”, afirmou Trump sobre a restrição de voos domésticos já bastante reduzidos à medida que a demanda diminui.

Na terça-feira (31), Trump e os médicos que o aconselham disseram que entre 100.000 e 240.000 pessoas provavelmente morrerão de Covid-19 nos EUA nas próximas semanas, mesmo que os norte-americanos sigam rigorosamente as diretrizes para ficar em casa em abril.

Trump disse que se reunirá com importantes executivos de empresas de petróleo dos EUA amanhã (3). Uma queda nos preços da gasolina, motivada pelo excesso global, tem pressionado as companhias petrolíferas.

Trump tentou reduzir o número de imigrantes que entram no país a partir da América Latina, mas disse ontem que reconhece que os Estados Unidos precisam de trabalhadores imigrantes tradicionalmente autorizados a entrar no país para trabalhar nas fazendas.

“Eu prometi aos agricultores que eles continuarão a vir”, declarou o presidente norte-americano.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).