Chairman da CVC Brasil pede afastamento temporário

Guilherme de Jesus Paulus ficará longe do conselho até que sejam apuradas denúncias envolvendo uma outra empresa na qual ele tem participação.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Letícia Moreira
Letícia Moreira

Guilherme de Jesus Paulus pediu afastamento temporário presidência do conselho de administração da CVC Brasil (Letícia Moreira)

Acessibilidade


O presidente do conselho de administração da operadora e agência de viagens CVC Brasil, Guilherme de Jesus Paulus, pediu afastamento temporário do cargo, até que sejam apuradas denúncias envolvendo uma outra empresa na qual ele tem participação, informou a empresa hoje (6) em fato relevante.

LEIA MAIS: Cade aprova compra de fatia controladora da Trend pela CVC

A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram na semana passada a Operação Descarte, com o objetivo de desarticular um esquema de lavagem de dinheiro, em que estaria envolvida a empresa CVC Operadora e Agência de Viagens TUR.

Em comunicado, a CVC Brasil afirmou que a CVC TUR não faz parte das empresas pertencentes a CVC Brasil e suas subsidiárias, e que “não possui e nunca possuiu relação ou efetuou qualquer operação com as demais empresas ou pessoas citadas na imprensa”.

O vice-presidente do conselho da CVC Brasil, José Genesini Jurior, vai representar Paulus durante o seu afastamento do conselho de administração, disse a empresa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: